29 February 2012

GRUPO SENSUS - ACQUA

direção Thereza Piffer

A C Q U A 
produção Juliano Hollivier
ACQUA é um espetáculo sensorial, marca registrada do GRUPO SENSUS.

Acontece dentro de uma piscina, onde atores e público permanecem por 45 min. ouvindo literatura poética ao pé do ouvido e vivenciando técnicas de watsu.

É uma inovação na arte teatral e temos grande prazer e orgulho de afirmar que se trata de mais uma "jóia"
que o GRUPO SENSUS leva ao público.

Buscamos parceiros que se afinem com nossa filosofia.

Já apresentamos o espetáculo ACQUA no SESC Termas de Presidente Prudente, no dia 09 de Fevereiro e desejamos levar este projeto a outros lugares. 

Nossos espetáculos são bem criticados pela mídia, tanto em jornais e revistas quanto na televisão.

Conheçam nosso grupo, nosso trabalho, vejam nossas entrevistas na TV  e depoimentos do nosso público:  www.gruposensus.blogspot.com

Vejam também este vídeo que mostra um de nossos ensaios: http://www.youtube.com/watch?v=Mz_dCtEJTCA

Nossa diretora,
a atriz Thereza Piffer,
tem o GRUPO SENSUS como um grande trabalho,
especialmente reconhecido por ser o único grupo que trabalha o teatro sensorial no Brasil .

Thereza Piffer também é conhecida pelos inúmeros trabalhos realizados em minisséries e novelas na Rede Globo. Hoje está na novela das 19hs da Globo,"Aquele Beijo".

Entre em contato : anaveetmaya@cameracao.com

28 February 2012

SILENCIE E AGRADEÇA


por Ana Veet Maya

Nessa escola da vida aprendemos mais a cada respiração.

A natureza é nossa perseverante e sábia mestra.

Toda vez que estou vivendo algum problema que considero sério, olho o céu.

Fico em silêncio e contemplo as cores do amanhecer, os tons do entardecer, o azul, o cinza ou o branco das nuvens.

Vejo que tudo gira, tudo muda, tudo passa.

E penso: - Isso também passará.

Para que queremos nos apegar a qualquer coisa, emoção ou sentimento, se de fato, não somos donos de nada?

Entre tantas coisas divinas que já temos à nossa disposição nesse paraíso terreno, para que focar no passado, naquilo que perdemos?

Ou focar no futuro, naquilo que nem sabemos se alcançaremos?



Bom mesmo é focar na nossa respiração, no aqui e no agora.

Fazer exercícios, fortalecer o corpo.

Meditar, fortalecer a mente.

Ser generoso, fortalecer o espírito.




Nada é meu.
Nada é teu.
Então vamos compartilhar tudo!


Quanto mais sorrimos para a vida, mais a vida nos sorri.

Fatos surpreendentes acontecem a cada momento. E só pra nos alegrar! Oba!

É um amigo que lhe telefona, é o teu cachorro que te lambe feliz, o ronronar do teu gatinho, tua família saudável, trabalhando e evoluindo.

É uma nova música, um novo set que um amigo lhe envia. E cada acorde faz vibrar e pulsar mais forte teu coração.

Não crie expectativas vãs.

O Universo já nos deu absolutamente tudo o que precisamos.



A alegria é minha, é tua, é de todos nós.




A amizade

é

um

tesouro.







O amor é 
o combustível 
que eleva nossas almas.





Abra os olhos e
olhe bem ao seu redor.

Silencie e agradeça.

26 February 2012

SOMBRAS

por Ana Veet Maya
Nas sombras conversamos com nossos medos e mergulhamos no nosso infinito.

As palavras que se calam gostam do conforto do escuro.

As lágrimas correm quando escondidas pela ausência de luz.

O escuro é misterioso e abre um leque de possibilidades.
E aquele móvel vira um moinho.

E o moinho vira as asas de Pégasus.

E alados e protegidos pelo véu do misterioso, voamos rumo ao nada.

E nada se compara a quietude do escuro.

Nosso corpo descansa e nossa energia se renova.

Nossos ouvidos e todos nossos sentidos ficam mais aguçados.

Lá longe, o som do pássaro no ninho, aconchegado com sua família.

O bater das folhas ao vento. Folhas do coqueiro, primaveras floridas, folhas de papel amareladas pelo tempo e pelo desuso.

O carrilhão marca meia-noite.

O vento sopra pungente e aviva chamas em extinção.

As incógnitas se acalmam, as dúvidas viram apenas possibilidades de novos caminhos.

As sombras me libertam e minha visão aprofunda.

Lá no fundo a calmaria do azul.
Há paz.

O bater tranqüilo de meu coração.
Há vida.

O amor é o farol que me guia nas sombras.
A tocha que acende minhas esperanças.

Que o manto aveludado das sombras me cubra e me leve para o além.
E a máscara da noite cerrará meus olhos cansados e libertará minha alma sedenta.


15 February 2012

MEDO DE FALAR EM PÚBLICO

por Ana Veet Maya

Ficar com as mãos suadas, sentir frio na barriga e o coração saindo pela boca quando temos de falar em público, é um conjunto de sinais desagradáveis que indicam nossos bloqueios!

Desenvolver o autoconhecimento, nossa confiança, ampliar nosso saber, desenvolver um vocabulário melhor e aprender novas técnicas, irão nos ajudar a falar bem em público e alcançar nossos objetivos com mais facilidade.

Pra Você Falar Bem: workshop criado em 2003 por Marco Antônio e Ana Veet Maya é uma união de técnicas para falar bem e de autoconhecimento.

Através de uma sucessão de exercícios criados e pesquisados por Marco & Ana, o aluno é incentivado a progredir através do autoconhecimento e da valorização de suas qualidades. 

A criatividade, a sensibilidade e a naturalidade são motivadas e os alunos entendem melhor suas dificuldades. A consciência de suas qualidades e bloqueios é ponto de partida para que enfrentem seus medos ou inseguranças e possam se comunicar melhor.
    
O público-alvo é composto por qualquer profissional que queira melhorar sua comunicação: quem já fala bem é deseja melhorar, quem se sente bloqueado, quem têm medo de falar, quem não sabe improvisar e acha difícil sair de situações embaraçosas.







Marco Antonio Abreu é radialista, jornalista, ator, professor e diretor da empresa Cameração. É dele a voz do personagem Patrick no desenho Bob Sponja. 




Ana Veet Maya é arte-educadora e terapeuta.
A união desses dois profissionais gera a harmonia necessária para que os alunos possam transpor limites verbais e corporais.

Inscrições por e-mail: cursos@cameracao.com 

Visite também o site: http://www.pravocefalarbem.com 



13 February 2012

SHOYO, MEU GATINHO PRETO

por Ana Veet Maya                       

SHOYO: NOVO MEMBRO DA FAMÍLIA!

(escrito no facebook em 22 de julho de 2011)



Dennis Robinson He or she................? S/he's gorgeous, Ana!

Ana Veet Maya HE, baby!!!! My SHOYO!!!! The black cat all witches must have! Hahahahahaah

Dennis Robinson ‎*Laughs* - silly me! Well, hopefully he'll keep you well-behaved and under control............!!! lol :))

Ana Veet Maya do you think so? Hahahahaha omg

Dennis Robinson Oh.........ok............no chance!!! :))

Ana Veet Maya Parentes e amigos, chá de bebê do Shoyo!!! Ele tem cinco meses! Venham visitar com presentinhos pro bebê!!!!

Titio Marco Antonio lindo, lindo, lindo! Vou dar presentes! Adorei

Ana Veet Maya querido amigo Titio Marco Antonio! Venha, venha, venha! Vou amar!

Patrícia Pereira de Carvalho Que lindo Ana! Pretinho são tudo! Parabens!

Taty Sputnik Adorei o nome do menino, rs... ^^

Bruna Martinez da Costa Tiaaaa, que legal, amei a notícia e o nome é demais!Vou levar presentes!

Taty Sputnik Eu queria ter um gatinho também, mas na casa onde moro nem posso ter por causa dos passarinhos do meu vizinho. =/

Ana Veet Maya estou ansiosa pra ver se a Matilda irá conviver bem com ele. Porque ela batia muito no TEMAKI. ai ai

Bruna Martinez da Costa Tia pegou ele onde e quando??

Ana Veet Maya apareceu na porta da clínica veterinária do Lundy em Indaiá. N tinha quem ficasse com ele, um bebê, tadinho!

Melia Noel wow ! looks like a baby black panther!

Bruna Martinez da Costa Que delícia Tia, ter bebê em casa é bom demais!!

Paulo Castilho A cara da antiga mel...

Gabriela Martinez que lindoooooooo!!

Elisabete Tenório que deliciaaaa esse olhar manhoso *-*

Janaina Merlin cute....cute.....:)


Ailton Madrocker Che boritinho mama,miau!Cuti,cuti,cuti!!

Banna Sergio Hummmm..gato com batata!!!

Ana Veet Maya besta seu Banna

Guta Campos que coisinha linda... to te mandando as fotos!

Ana Veet Maya to esperando Guta Campos! E, please, sua opinião no outro tópico solicitado! Beijos querida!!!!

Marco Antonio Mariotto Que fofo! Adoro gatos! São super sensitivos

Ana Veet Maya O Shoyo está chegando! Já já estará aqui! uhuuuu E o chá de bebê vai começar! Quem vem?

Jane Carrara Nem te conto Veet... Eu quero um filhote também!

Julia Naomi Q bunitooo! Nem posso vê-lo q tenho vontade de levar pra casa, RS

Karen Tasso Ahhhh que fofooooo!!!!

Elisabete Kiritschenko Ai que lindo... parece com o meu lindo Leopoldo pelo focinho... rsrs Bjs gatona

Ana Veet Maya Atenção, amigos, o Shoyo chegou. Mas parece que minha gata MATILDA não o aceitou de forma alguma. Ele é lindo, castrado, super meigo e carinhoso. Quem gostaria de ser o pai (mãe! deste anjinho de luz?

Elisabete Kiritschenko Olha flor, o Rubão e o Leopoldo mesmo castrados, demoraram uns dias pra se acostumarem... Agora são amissíssimos!!! Boa sorte, que Bast te ajude!!!

Camila Meirelles Que lindo! No começo é assim mesmo... A Matilda, por estar há mais tempo com vc, deve estar enciumada ... a minha Lola demorou para aceitar o Sheldon ... Agora eles vivem numa boa (de vez em quando se estranham)... Boa sorte com o Shoyu!

Ana Veet Maya Meia hora mexendo com fios e botões, desplugando e plugando tudo de novo pra descobrir
por que de repente, nenhum som tocava. De repente, a idéia. Chequei meu teclado wireless. O Shoyo acabara de passar em cima dele e bloqueara o "som" com a patinhaa patinha. Parabéns, Shoyo! Sua primeira travessura! E enquanto ele come DESESPERADAMENTE, Matilda, isolada em outra parte da casa, tem surtos histéricos e desesperados de carência, uma atriz! Como toda mulher! hahahahahaahParabéns Shoyo! Sua primeira travessura! E enquanto ele come DESESPERADAMENTE, Matilda, isolada em outra parte da casa, tem surtos histéricos e desesperados de carência, uma “atriz”! Como toda mulher! Hahaha

Thaisa Zanette Que lindão! *--*

Cris Viscome Shoyo é DEMAISSSSSSSSSSSSSSSSSSS... AMO!!!!!!!!

Fabi Mesquita que delícia! qdo ele chegou?

Ana Veet Maya chegou na noite de sexta, Fabi Mesquita!!!! Ainda em fase de MUITA adaptação com minha outra gata. Ela é muito possessiva e arisca. Ele, um aninho de luz. Vamos ver essa mistura se faz a MATILDA evoluir um pouco... Mulheres... bá... rs (aguardo tua chegada no Brasil! ) bj

Ana Veet Maya anjinho...

Ana Gizela Halabi Rodrigues Que coisinha linda, bjo Ana!!!

Fabi Mesquita qdo o Ferdinando chegou aqui..era a dama e o vagabundo..ela tentava o tempo todo maltratar ele..hj ela morreria para protege-lo...bjs

Ana Veet Maya  uff! Tomara Fabi Mesquita. Quando Matilda foi por mim adotada, eu já tinha o TT. Ele socializou TUDO com ela. E ela, mesmo tendo chegado DEPOIS, tirou TUDO DELE, a ponto de nem deixá-lo comer... Vai vendo que "boazinha"... Ela veio pra minha casa em 2006. Ele morreu no ano passado. Quando ela ficou só, sem nenhum homem do lado e nenhuma outra concorrente, ela mudou de comportamento. Ficou dócil e amiga comigo. Unha e carne! Um ano durou. Agora chegou o Shoyo e ela voltou a ser uma peste! Hahaha  Mulheres, mulheres! Não precisa ser tão boazinha mas também não precisa ser tão “marvada”, NE? Ai meus sais! ...

Viviane Moura · Bom dia Ana! Novidades sobre o Shoyo

Ana Veet Maya BOM DIA Viviane Moura Duclou! Estou aqui em casa vivendo esse enduro. Mas n vou desistir! O Shoyo é um amor. A Matilda vai precisar entender, aceitar... "Evoluir”! uhuuu
Viviane Moura · Estou aqui na torcida pra TUDO dar certo!!! ;-) Ótimo domingo!

Ana Veet Maya Vixe! Tá uma pororoca aqui em casa. A Matilda está até me mordendo... Ele n liga PRA NADA, mexe e derruba tudo, como um bom bebê! heheeh Eita. Veremos. Aceito as preces de todos!
Viviane Moura · Essa história vai dar uma ótima crônica... Se já não deu... Boa noite.


POIS É, minha gente! Deu história sim!

Hoje, dia 13 de fevereiro de 2012, sete meses passados, o Shoyo está ótimo, melhor do que nunca, super adaptado e Matilda também.

Ambos muito saudáveis e agora novamente em fase de adaptação, pois que dois bulldogs acabaram de ser igualmente adotados! É o ciclo da vida! Mudança e evolução!

E que São Francisco nos ajude!



11 February 2012

SOFIA E BALÚ

por Ana Veet Maya

A família toda veio visitar.
Um mexe daqui, aperta de lá e as duas bulldogs Balú e Sofia, começaram a curtir a mais recente onda amorosa em suas vidas.
O primeiro dono, ao se separar da esposa, separou-se também delas, entregando-as para adoção.
O segundo criou-as até agora: seis anos. Mas o nascimento do filho deu-lhe de presente uma esposa estressada, que exigiu que doasse as cachorrinhas...
E pela segunda vez, Balú e Sofia ficaram sem lar, hospedadas pelo amor e a generosidade de seu veterinário.
E eu, já com dois gatinhos, não agüentei saber dessa história sem me posicionar.
Afinal, perder os donos amados duas vezes, o lar e a proteção, é muita rejeição e estresse pra vida de qualquer um, até mesmo para as duas amáveis e guerreiras guardiãs.
Analisei que dificilmente alguém assumiria adotá-las juntas e que a dor da separação entre elas, poderia ser demais para esses nobres corações.
E assim dei-lhes boas vindas e elas chegaram de mala e cuia e com muita festa no seu novo lar.
Tudo arrumado pra recebê-las e um certo desassossego inicial.
Foi diferente pra mim, sempre acostumada com cães pequenos, tê-las dormindo e roncando alto ao pé da janela do meu quarto. Só por pouco tempo, porque brevemente conquistaram a casa inteira e passaram a conviver em todos os espaços.
Balú late alto para os sons diferentes. Alerta-me sobre a possibilidade do perigo.
Essa atitude fiel, já despertou em mim a confiança para abrir as portas antes fechadas com mil chaves e trancas.
Seu primeiro ato dentro de casa foi cair na minha banheira! Escutei apenas um tchibum e corri.
Ela olhou-me espantada, mas curtindo a água e o inusitado...
Depois, os pedaços de maçã que comeu prazerosamente, apenas até seu limite.
Ela não é gulosa.


Sofia, está gorda e fazendo dieta.
Ela é brejeira e apenas quer dar e receber amor.
Adora lamber e demonstra que está realmente feliz.
Vendo-a subir e descer mais de quatro vezes a escadaria do meu quintal, imagino que brevemente perderá esse sobrepeso...
Entendo também porque está novamente roncando ao meu lado... Puro cansaço!
Balú não queria levantar de manhã.
Mas a fome motivou-a e lá foi ela. Comeu, bebeu e depois o passeio gostoso pelo quintal e o admirar da rua e seus carros...
Parece que tudo já entrou em sua rotina.
Balú já colocou pra correr duas vezes o intrigado Shoyo, meu gatinho preto, que ainda não está entendendo bem a novidade.
Matilda, a gata mais velha e sábia, observa distante e atenta.
O Argus, cachorrinho da vizinha, ouvindo minha voz e os latidos, late fervorosamente pedindo para dona libertá-lo pra ele poder vir pra festa...
E entre miados, latidos, gases, mertiolate, rações, cocos e lambidas, meu sábado está diferente e feliz com as mudanças que aceleram e estimulam meu cotidiano.
Bem-vindas, queridas Balú e Sofia!
(esse texto foi escrito no início de 2011. Infelizmente, inesperadamente, em outubro de 2011, Sofia faleceu por problemas cardíacos e respiratórios. Minha companheirinha querida, foi muito grande a dor da perda. Mas sua lembrança está no meu coração para sempre!

7 February 2012

FREUD

por Ana Veet Maya

Não foi tema da novela
Nem saiu em um tablóide
Que história foi aquela
Que nos ensinou o Freud?

Eita homem arretado
Enxergava o que ninguém via
O que diziam ser chilique
Batizou de histeria!

Você pensa que é gritinho
Riso alto e sem noção?
De sede quase morreu Ana
Só por causa de seu cão

Não se deixe enganar
Não arrisque o seu palpite
Estude bem esta lição
E tenha bom apetite.

De médico e de louco
Todos tem lá um pouquinho
Histerias e tantas neuras
Cada um seu transtorninho...

FREUD, o pai desta matéria
Nunca vai te dar moleza
Vai morar na tua cachola
Você pode ter certeza!