29 December 2011

FELIZ 2012

por Ana Veet Maya
(texto dedicado a Alexandre Reis, bailarino e coreógrafo que vem dedicando toda sua vida a arte).
Visite: http://contemplociadanca.blogspot.com/)

Pátria amada Brasil.
Teu povo já não é tão heróico e não ouve mais teu canto retumbante.
Não posso morar em São Paulo, olhar meu Nordeste e dizer que "o penhor dessa igualdade conseguimos conquistar..."
Brasil de injustiças.
Sofremos todos os que não nascemos em berço esplêndido, os que não temos padrinhos influentes, os que não demos "sorte" de ganhar na megasena ou ter "sucesso nos negócios" e fomos condenados a viver "de salário".
Sofremos nós os artistas, que espalhamos arte como quem respira, sem reconhecimento e sem remuneração, porque a nossa imagem não aparece em nenhuma tela do poder. 
Brasil de contrastes plenos e gritantes, onde uma quantidade assustadora não tem onde morar, não tem água e nem o que comer, enquanto outros vão para New York aproveitar os preços "baixos" e fazer suas gordas compras de Natal.
País de jogadores em todos os níveis, das balas perdidas, dos tiros na mão e no pé, dos jeitinhos, dos manos e dos manés... 
Terra de adictos numa torre de Babel sem fim.
É muito difícil ter qualificação e estar desempregado, trabalhar sem remuneração na tentativa de ser contratado, ser bom trabalhador e não ganhar dignamente para viver com qualidade, ser um artista e ter que depender da família ou de amigos.
A verdade nua nos assusta e revolta. 
Corrupções em todos os níveis. Roubos de todos os tipos. Desvios de todas as verbas. Paraísos fiscais. Negociatas.
Inconsequências, inconsciência, mortes sem sentido, assassinatos diários de homens de bem que fenecem pelo desmando das "otoridades" e pela prática de tanta lei torta.
O SUS agride, os convênios enganam e não damos nem conta das doenças do corpo.
Quem fortalecerá a nossa mente e inspirará a nossa alma?
Religiões já não confortam, ocupadas com a propaganda e com o lucro.
E enquanto testemunhamos as barbaridades do nosso cotidiano, vamos lendo tantas odes a ilusão e a fantasia, escritas por egos inflados, com o sangue dos inocentes.
Detesto o jeitinho brasileiro acomodado de ser.
Não devia ser esse o preço do progresso e da evolução da ciência.
Será que não podemos fazer melhor?
Contemplo o céu, ouço os passarinhos, brinco com meus bichos. Quero nutrir no peito uma esperança tímida.
Quero viver num Brasil mais justo e consciente.
Feliz 2012 a você leitor amigo, que é honesto e luta por um Brasil melhor!

21 December 2011

NOSSO CORPO, NOSSA RESPONSABILIDADE

por Ana Veet Maya
Queridos amigos!
Época de festas, quebra de rotina, festas e mais festas e lá se vai o equílíbrio pra cucuia.

É uma comilança, muito exagero. Em tudo!

Época em que todas as "manias" e "compulsões" estão mais afloradas.

É o ápice do desequilíbrio! rs

Aqui no Ocidente, a comida sempre esteve muito associada ao prazer.

Vivemos um tempo de prazeres imediatos, fugazes.

Vale tudo aqui-agora se der prazer...

E comemos pra diminuir nossa ansiedade, pra disfarçar nossas carências, medos, angústias, fracassos e solidões. Ou simplesmente comemos muito e de tudo, porque somos viciados em comida. Somos glutões e pronto.

Passei minha adolescência inteira correndo atrás do padrão que a sociedade impunha. Sou gorda desde bebê. Foram anos de buscas e auto-conhecimento, para simplesmente me aceitar como sou.

E viva a saúde e as diferenças!

Sou contra preconceitos, contra a manipulação do consciente ou do inconsciente coletivo, na tentativa de que todos fiquem iguais.

Não somos iguais!

Se você pratica exercícios, se não tem diabetes e nem colesterol alto, se vai ao médico e faz seus exames anuais, provavelmente você é uma pessoa saudável.

O excesso de peso lhe cansa mais, diminue sua energia pra fazer muitas coisas, dá mais trabalho pra todos seus órgãos e coitadinho do seu coração... Mas ninguém tem o direito de exigir que você faça uma dieta, que EXTERMINE peso... rs

O seu corpo de agora é o resultado de quem você é, do que fêz e faz com sua vida.

Quais portas você abriu? Quais fechou? Quais portas você está abrindo agora?

Você é saudável e feliz?

Ou você usa a sua gordura para se auto-flagelar? Ou para ser um rebelde, caminhar à margem das regras sociais? Pra se auto-afirmar? Pra ser diferente? Pra dizer que não se importa?

Você é daquelas gordas que falam que toda mulher bem torneada é uma periguete?

Você não usa saia curta, não usa decotes, não vai à praia pra não se mostrar?

Ou, ao contrário, anda quase nua, com aquelas mini-blusas mostrando três pneus?

Escrevo este texto às vésperas do Natal, apenas numa tentativa de fazê-lo parar e refletir:

- Quem é você? Quais suas prioridades? Quais suas buscas? Você se sente consciente? Ou está passando pela vida disfarçando?

Problemas na coluna, pressão, falta de ar, gota, diabetes, colesterol, arteriosclerose, esporão, fibromialgia, muitas ites... é... mais dia, menos dia, a vida nos cobrará a nossa responsabilidade.

Nosso corpo é o templo sagrado da chama da nossa vida.

"Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo..."

Nosso corpo, nossa responsabilidade.

8 December 2011

TUDO É VIDA

por Ana Veet Maya




A vida roda e meu coração sente.
Caminho, corro, admiro, sinto.
Paro, olho, penso, aprofundo, sinto.





Não sei dizer sobre o que não vivi.
Mas já vivi tudo o que digo.






Não sei falar o que não senti.
Mas sinto tudo o que falo.
E me deixo inspirar e levar pela vida.


Tudo me surpreende.
Nada me surpreende.
A cada passo, mais eu tropeço.
E mais me conheço.
E me assusto.
E já não me assusto mais.
Teu abraço que ontem me confortou, hoje me evita.
Tua mão que ontem me feriu, hoje me conforta.

Subidas e descidas.
Montanhas e planícies.
Inércia, movimento, instabilidade, equilíbrio.
Lento corre o pranto que se faz sorriso.
Acalantos sem lamentos.
Tudo é vida.

7 December 2011

O QUE PENSAMOS E FAZEMOS

por Ana Veet Maya
Um amigo me enviou um texto de uma “Ex namorada arrependida” e pediu que eu comentasse.
Desde que o mundo é mundo, relacionamento nunca foi fácil, vide homem das cavernas e suas clavas... hehehe

O ser humano é um buscador por excelência.



Quando está saudável, ele não é monótono. 
Ele tem ritmo!

É condição de um ser saudável, ter ânimo pra criar, vontade, motivação, desejo de realizar.

O mesmo acontece em relação ao amor e ao relacionamento.

Ninguém gosta de uma relação chata. 
Nem homens, nem mulheres.
Antes de viver junto, a mulher está toda bonita, super carinhosa e preparada pra tudo, romântica, delicada, preocupada em cuidar do seu par.
O homem, todo másculo, super carinhoso e solícito, cavalheiro, provedor, preocupado em cuidar do seu par.

Se quando forem viver juntos a mulher ficar desleixada e barriguda porque abandona os exercícios, virar uma déspota faladeira e queixosa, preguiçosa de assumir sua parte no relacionamento exigindo que o homem faça tudo, ciumenta e controladora full-time e cheia de enxaqueca e bauxa libido e se o homem idem, ficar descuidado, fedido e desleixado, virar um menino maluquinho e desorganizado com todas as coisas esperando a “mamãe”,  reclamar de tudo... e se ele não fizer mais companhia e parar de sentir alegria por "estar num relacionamento", parar de valorizar a parceira, pouco-a-pouco deixar de "ser masculino" e um bom par inclusive na cama, pra agir somente como alguém que divide sem prazer o mesmo espaço...

Oras, se isso acontecer (e acontece com freqüência...), já não está havendo mais uma RELAÇÃO. Trata-se de um processo de acomodação, preguiça, medo de mudar... Pode ser qualquer coisa, mas relacionamento não é!

O e-mail da ex namorada arrependida sugere a mim apenas uma menina, ainda bem imatura, uma mulher que não sabe o que quer, alguém que ainda não sabe amar a si mesma, que não se conhece e, logo, não pode entender e valorizar o outro. Talvez uma pessoa emocionalmente instável, carente, quiçá portadora de umas dessas doenças comuns no mundo moderno, uma bipolaridade, uma depressão, um distúrbio de personalidade ou de humor qualquer que necessite ser tratado com terapia e ajuda de um medicamento.

Se liga:
ninguém transforma ninguém! 
Somos todos responsáveis pelo que somos! 
Não adianta culpar a vida, os pais, a sociedade. 
Somos nós os responsáveis por nossas escolhas, 
pelas portas que abrimos e as que fechamos.

Uma mulher ou um homem cafajeste, se não forem comprovadamente doentes, eles o são por opção.

Uma pessoa pode ser roubada e nem por isso se tornará um ladrão.

Alguém poderá ser violentado e nem por isso se transformará no algoz.
Um homem e uma mulher saudáveis que buscam desenvolvimento, ser maduros, responsáveis e conscientes, não culparão o outro por aquilo que são ou deixam de ser ou pelo que julgam ter perdido no processo de relação ou de separação.

Se você era uma mulher ou um homem romântico e de bem com a vida, um par amoroso para seu marido e ou sua esposa e foi traído, com certeza ficará triste e levará um certo tempo para superar.

Mas cicatrizada a feridinha, com sua auto-estima ok e você se sentindo total, estará aberto para um novo relacionamento.

Amorosidade e consciência a gente NÃO PERDE.
Se você era bom e deixou de ser, se era gentil e deixou de ser, se deixou de ser amoroso, cuidadoso com o próximo, dando vazão a ódios, raivas e ranços, provavelmente você NUNCA O FOI DE VERDADE.

A verdade permanece.

A mentira nunca se sustenta...


Só dá pra ser amoroso com o outro, quando somos amorosos com a gente!

Se somos egoístas e inconscientes, como exigir desprendimento e consciência de nossos pares?





Se você ainda está na época de curtir muitas baladas e azarações, ainda não é sua hora de buscar um relacionamento. 

Cada fruto amadurece a seu tempo.

Vamos evoluir, nos conhecer mais a fundo, nos aceitar como somos, belos e plenos e Sozinhos. 

Não dá pra buscar um par 
porque você não aguenta ficar só!
Não dá pra querer um outro que te preencha, 
porque você se sente meio vazio...
Não busque ninguém pra “tampar” sua panela, 
para ser a “outra metade da laranja”...

Se você ainda está nessa, pare e reflita.

Não dá pra viver a dois 
se você não souber viver só.

Quem não sabe viver só, 
não está em busca de um relacionamento. 
Está carente. 
Está em busca de uma bengala!

Abra seus olhos! 
Seja uno! 
Seja pleno!


Por favor, antes de continuar este texto, leia agora o texto de OSHO :
POR QUE É TÃO DIFÍCIL SE RELACIONAR



Leu?
E aí?
Entendeu?




Está pronto pra se RELACIONAR?
Sente-se bem em amar e ser amado, vivendo no passo e compasso, no ritmo da vida, que engloba tudo, todas as emoções, tudo junto e misturado?
Sente-se pronto para COMPARTILHAR?



Quem ama a si próprio, 
sabe amar o outro 
e SABE valorizá-lo.






Quando amamos, 
sabemos respeitar, 
valorizar as qualidades DO OUTRO 
e conviver com as não qualidades sem estresse, 
com compaixão e perdão. 
Afinal, NINGUÉM É PERFEITO!

Amar não enjoa.
Amar não cansa.

Mas se o amor pelo seu/sua parceiro (a) MUDAR, se vocês não quiserem mais compartilhar,
assuma a MUDANÇA com dignidade, 
com respeito, 
com amorosidade, 
com coragem.

Não se apegue ao passado!
Não fique chorando o “amor que perdeu”...

Ninguém é dono de ninguém.
O amor não é meu, nem seu.
O amor é!


Vamos aproveitar com alegria 
todo o amor que existe em nossa vida.

Vamos meditar! 
Se nos sentirmos doentes do corpo, da mente, da alma, procuremos AJUDA!
Vamos promover a nossa saúde, a saúde do outro e a do PLANETA.
Vamos buscar o equilíbrio e o perdãoQ

Se você está no momento presente vivendo uma relação doente e chata, desapegue-se!
Mude!
Tenha coragem pra recomeçar e seja muito feliz novamente!

Se você está vivendo uma relação com alguém que já não ama, só por acomodação, quando na verdade gosta de outro (a), seja corajoso, enfrente o desafio, desapegue-se do passado e da acomodação e assuma os riscos de recomeçar!
Não seja hipócrita, mentiroso, egoísta, manipulador.

Não use ninguém! ELEVE-SE!

Tenha dignidade e a sabedoria de colocar o ponto final no fim.

Se alguém gosta de ser maltratado de qualquer forma, se não valoriza um parceiro gentil e amoroso e sempre atrai parceiros manipuladores e violentos, com certeza, essa pessoa não está saudável.

Muitas mulheres gostam de homens muito masculinos e muitos homens gostam de mulheres muito femininas. 
Isto parece atraente e sedutor.
E parece natural!

A energia sexual 
é natural também! 
A energia sexual é potente, 
move montanhas 
quando bem utilizada.

Como é a energia sexual para você?
Flue naturalmente?

Ou você se sente dependente da energia do sexo?

Se somos dependentes de qualquer coisa, podemos buscar ajuda e tratamento.

A liberdade é natural.

A dependência é doentia.

Se você gosta de maus tratos e se liga com facilidade a pessoas cafajestes e de má índole que te maltratam o tempo todo e você, mesmo assim, não encontra forças para se afastar, está na hora de você se conhecer melhor e buscar ajuda.

Porque amor é gostoso. 
Fazer amor é gostoso e saudável.
É legal amar, ser amado.
Tudo pode quando faz bem a todos.
.


Quem ama, 
valoriza a beleza, 
 a verdade, a plenitude,      o desenvolvimento mútuo, o desapego, a magia do amor, a elegância, a serenidade, a cumplicidade e o amor incondicional.





Só você será capaz 
de transformar suas experiências 
de vida e amor, 
em degraus do saber, 
nesta aprendizagem terrena 
rumo ao aprimoramento do ser.

Felizmente, 
o amor poderá acontecer 
inúmeras vezes 
em nossa vida.

Amar é uma corrente ininterrupta.
Nós somos amor!



Vamos ser amorosos.
Sejamos gratos!
VALORIZEMOS TODAS AS PESSOAS!
Valorizemos o amor 
e tudo o que nos cerca.


Assim, com certeza, 
seremos valorizados TAMBÉM!

O Universo 
sempre retorna 
aquilo que pensamos e fazemos.


Haja luz! 
Haja amor! 
Haja paz!
Namastê!
anaveetmaya



Aqui está o e-mail que recebi:
Subject: leia isto!!!! e comente
Date: Wed, 7 Dec 2011 13:05:33 +0000


Quem transforma os homens em galinhas são as próprias mulheres
Tudo bem. Queremos homens legais, bonitos, inteligentes e românticos... Muito fácil falar, pois quando aparece um assim, de bandeja, a primeira coisa que a gente pensa é : Oba, me dei bem.

Ficamos com ele uma vez, duas. Começamos a pensar que esse cara é o cara que as nossas mães gostariam de ter como genros. Se sair um namoro, vai ser uma relação estável. Ele vai buscá-la na faculdade, vocês vão no cinema, num barzinho, ele lhe mandará flores, será gentil, carinhoso, vai ter sexo toda a semana... Tudo básico, até virar uma rotina sem graça...

Você vai começar a ver que esse cara é "perfeitinho" demais, chega a ser desinteressante, vai lentamente ficar entediada com tudo isso, chega a ficar com raiva!

Você vai olhar os caras "maus", talvez até um ex-namorado, bem humorado indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de ciúme. Vai sentir falta daquele sujeito que te fez sofrer, mas você, sem saber o porque, era louca por ele... Vai sentir falta das fortes emoções de se relacionar com um cara
canalha ou da vida de solteira, das baladas, das ficadas, das noitadas com as amigas...

Você pensa: "Acho que não estou pronta pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse namoro em que não tenho certeza dos meus sentimentos, não quero magoar o cara "bonzinho" ficando mais tempo com ele."

E o bom menino se transforma num "MALA", e aos poucos vai surgindo um nojo dele, uma aversão.



Quando tu vê o nome dele no celular, não dá vontade de atender, você pensa: "NÃO TÔ MAIS AFIM, NÃO GOSTO MAIS DELE, JÁ ERA."

Daí aquela promessa de vida estável vai por água a baixo, o menino não se dá conta, a gente começa ser indiferente, muito indiferente, às vezes grossa. E o pobre rapaz pensa: “O que eu fiz? não sou bonito, legal, inteligente, companheiro, bom o suficiente? Será que há outro, será que dá para confiar?”

Coitado, ele não fez nada e não há outro homem ou qualquer outra opção melhor que ele, a culpa é nossa mesmo... Então a gente termina tudo, afinal, não vamos magoar o cara "bonzinho" enrolando ele... Aí, a gente volta pra nossa vidinha, que a gente odiava até semanas atrás. A gente não vê a hora de sair, esquecer e arrasar na noite com a galera (galera aquela desprovida de caras bonzinhos como o nosso ex)..

Um dia até acaba voltando pra um cara "mau", voltando a ter fortes emoções ao lado de um cara que parece que não sabe o que quer, que lhe faz sofrer, mas que você, sem saber o porque, é louca por ele... Grande ilusão.

Você chega em casa depois da balada, às vezes sozinha e fica tentando descobrir porque você não está satisfeita. Ah! e pensa: "De repente foi porque o cara "mau", o lindo, gostoso, misterioso, ficou contigo, passou a mão, rolou algo mais (ou não)", mas nem sequer ligou pra você, e você no interior está insatisfeita sem saber direito qual a razão. Bom você diz: "vai ver ele não estava muito bem hoje, a galera não tava muito na pilha, foi uma situação ocasional, sei lá...", mas tenta arranjar um motivo para a tal insatisfação interior - FRUSTRAÇÃO.

Daí, por mais que você não queira, você pensa, de algum modo, no seu menino bonzinho que você deixou pra trás... (mas não admitindo muito, querendo fugir do tal pensamento, achando que é apenas um momento, que vai logo passar).

Enquanto isso, o bom menino, chateado, lesado, custa a entender o que ele fez pra ter te afastado dele... Daí essa dúvida vira angústia, ressentimento, que vira raiva. Aí o menino manda tudo a puta que pariu...


Não quer mais saber de nada, só de sair pegando muita mulher. Resolve não se envolver mais, pra não sair lesado, chutado, humilhado ou chateado... Muito bem, acabamos de criar um monstro...

O tempo passa e a gente continua na mesma... Volta a reclamar da vida e dos homens. Eles só querem as coisas com mulheres cachorras e não estão nem aí pra nós... Eles são assim por culpa nossa.

O homem canalha de hoje, era a bom menino de ontem... e assim sucessivamente...
Provavelmente, esse nosso ex-bom moço, deve estar enlouquecendo a cabeça de outra garota por aí...

E eu o perdi para sempre, ele virou um homem enlouquecedor, um dia o encontrei na balada e ele nem olhou pra mim.

Este é um desabafo de uma ex-namorada arrependida!

27 November 2011

GRUPO SENSUS no SESC POMPÉIA

por Ana Veet Maya
Nós do Grupo Sensus, acabamos de encerrar nossa participação no CULTURA LIVRE nos Parques de São Paulo.
Foram
quatro finais de semana   levando a poesia e a emoção, incentivando a beleza, a magia, o prazer, despertando sensações e os melhores sentimentos na nossa população.
Fique por dentro e não perca nossas próximas apresentações!
Dia Mundial de Prevenção contra AIDS
dia 30 de novembro, das 12 às 14h,
gratuito,
no SESC POMPÉIA.
Compareça e venha viver essa emoção!

8 November 2011

MAS EU ME MORDO DE CIÚME

por Ana Veet Maya
Uma leitora, a Fernanda Evely, pediu-me que escrevesse sobre o ciúme.
Parece-me tão esquisito esse sentimento.
E também, sem pé nem cabeça.
Porque o ser humano que está em equilíbrio é curioso, busca novidades, quer mudanças, novas cores, novos ares, amizades e amores sempre em expansão.
Quando a gente se acomoda e para de se movimentar é porque estamos em desequilíbrio.
Sentimentos de carência, baixa auto-estima, inveja, preguiça, arrogância, prepotência, raiva, ciúme e outros afins, demonstram nosso desequilíbrio, nossa doença.
Mostram que estamos fora do prumo.
Se você ama a si mesmo, se aceita da forma que é em toda sua magnitude e peculiaridade, é consciente, seguro, sente-se em paz e equilibrado, eu lhe pergunto:          
- Você sente ciúmes nestas condições?
Não.
Você não sente.
Porque você está pleno, está bem e feliz.
Quando nós investimos no nosso crescimento, autoconhecimento, na nossa saúde física, moral, mental, espiritual, há tanto trabalho, atividade, meditação e silêncio, temos que estar tão atentos e ir cada vez mais fundo na nossa busca que não há tempo pra querer controlar e possuir o outro...
Quando surge o ciúme?
Quando você está preso a um sentimento doente. Quando você está triste ou fora do foco.
Parou de investir em si mesmo e quer investir na vida do outro.
Você quer controlá-lo, ter a posse do sentimento e da vontade dele.
É possível controlar ou possuir alguém?
Não. Não é.
Você pode tentar e usar todos os seus ardis, manipulação, até mesmo hipnose...
Pode parecer até que conseguiu...
Mas assim que o outro estiver “são” e equilibrado, sairá imediatamente do seu jugo e das correntes do seu controle e da sua posse.
Se você pensa que mantém o seu amado sob suas asas ou seus pés, acredite, isso é mera ilusão.
Você tenta controlar o outro, possuir a sua atenção plena e sente ciúmes toda vez que surge o medo.
O medo de perder, de ser trocado, de ser traído, de ficar sozinho...
O medo de não ser amado por mais ninguém...
E assim que você sentir medo e manifestar o seu ciúme, você ficará feio, chato, nada atraente...
É bem provável que afaste não somente esse seu amor, como também todos os que estão à sua volta.
A pessoa ciumenta é colérica, enfezada, grudenta, chata mesmo. Eis tudo.
E todo esse seu ciúme e controle quer evitar o que mesmo?
Que o outro o traia?
Sei, sei...
E o que é mesmo traição?
O seu parceiro sai e faz amor com outro. Isso é traição? Você se morde de ciúmes só de pensar nisso?
E se ele não sair e fizer amor com o outro em pensamento? Aí pode?
E se ele tiver um sonho e orgasmos profundos? Você se morde de ciúme?
Vai querer dominar, controlar até mesmo o sonho do seu parceiro?
E se ele se mantém aparentemente no raio do seu controle e tem um perfil falso no messenger, facebook, no par perfeito e em outros sites de relacionamento?
Marca encontros, sai ou mesmo faz amor virtual diariamente e cada dia com um parceiro diferente?
Você se morde de ciúmes só em pensar nessas possibilidades?
Mas e se for somente virtual? Aí pode?
O ciúme distorce todos os fatos e altera todas nossas percepções! Ficamos cegos e burros!
O ciúme é de fato uma doença!
Meus queridos leitores.
O ser humano é complexo e cheio de paradoxos, vontades, manias, máscaras.
Bom mesmo é você primeiramente amar a si mesmo.
Lembre-se que semelhante atrai semelhante.
Seja nobre.
Cerque-se de uma energia positiva e elevada.
Cuide de sua espiritualidade.
Sinta-se feliz mesmo se estiver sozinho.
Quando você encontrar um par, aproveite!
Ame o outro e a si mesmo ainda mais!
Viva o que há de melhor no relacionamento.
Aprenda a compartilhar e seja desapegado.
Sinta-se feliz pelo que a natureza lhe está oferecendo, momentos de amor a dois.
Que gostoso!
Não queira ser dono do tempo. Você não é...
Não queira perpetuar nada. Você não conseguirá...
Deixe tudo acontecer naturalmente. Não force a barra... Seja sábio.
Tudo sempre está em movimento, como diz a música, tudo muda o tempo todo no mundo.
Se o casal investir de verdade, se desenvolver a noção exata da dimensão do amor, conseguirá crescer, expandir, viver um relacionamento bem mais pleno e sem pressa nem hora marcada pra terminar.
Que seja infinito enquanto dure...
O mais importante é você se conhecer e investir no seu crescimento.
O ciúme o torna feio e mesquinho.
Seja confiante!
Asas para seu parceiro e liberdade para você e para todos.
O que é do homem, o bicho não come...
Ser libre não significa ser poligâmico ou fazer amor com qualquer um.
Ser livre é ser total, estar de bem com sua própria humanidade e finitude, sem querer dominar o outro.
Enquanto houver amor, haverá equilíbrio e segurança. Haverá saúde!
Aposte nesta vibe e você será bem mais feliz!
E seu parceiro, idem!
por Ana Veet Maya
contatos : anaveetmaya@cameracao.com

7 November 2011

CHEGOU A SUA VEZ

por Ana Veet Maya
Não comece a semana se queixando, dizendo-se cansado e desmotivado.

Não odeie as segundas-feiras!

Descubra a magia escondida em cada coisa que se propuser fazer.

Afinal, as escolhas são sempre suas.

Se a sua vida está chata e monótona, cansativa e sem brilho, cabe a você tomar decisões diferentes,

ser mais arrojado, abrir-se a novas possibilidades, novos projetos...

A vida quer de nós ritmo. Vamos nos mexer!

Necessitamos de um tempo pra que certos hábitos se instalem.

E para mudar velhos hábitos implantados, temos que querer mudar de verdade. Depois, ter disciplina, tolerância, persistência.

Se você não conseguir mudar em uma semana um hábito que já vem nutrindo há dez anos, oras, não desista!

Toda vez que cair, cuide das feridas, respire, sorria, levante a cabeça e prossiga!

Troque a cor dessa camisa, mude esse corte de cabelo, experimente um novo sabor, ande de bicicleta, troque de direção, leia um novo livro, assista um novo documentário, vá ao cinema, vá ver o Grupo Sensus no Parque Vila Lobos, sorria mais, desenvolva e aprofunde seus sentidos. Tenha senso!

E, se precisar de mais dicas, faça um curso, aproxime-se de pessoas que te encantam e motivam!

Neste sábado iniciarei o último curso Pra Você Falar Bem deste ano.

Terei imenso prazer em tê-lo conosco.

Inscreva-se através do e-mail : cursos@cameracao.com

Sempre há tempo pra mudar.

Chegou a sua vez!
anaveetmaya



PRA VOCÊ FALAR BEM
dias 12, 19 e 26 de novembro
SAN MICHEL HOTEL
das 8 às 13h

4 November 2011

QUER AMOR? BORAMAR!

por Ana Veet Maya
Acordar, se arrumar, o céu azul, as flores se abrindo e eu sorrindo.

A melhor roupa, o melhor perfume, aquele batom, um tom, meu coração resplandecendo.

Mais um dia, mais um ano, meus anos, minha vida, corrida, meu aniversário, uma bênção, uma luz, meu dia, Ana Maria!

São tantos caminhos, tantas pessoas, tanta aprendizagem e troca, conversas, ouvidos atentos, mãos carinhosas, beijos de amigo, abraços apertados e selinhos, viva o carinho e a festa!

Amo a vida, minha mãe, meus filhos e todos vocês meus amigos, meus amores, louvores a todos nós!

Todo dia é de festa se há seresta, se há ritmo estamos bem!

Prossigamos então nos mexendo e sacudindo!

Ao som dos Beatles ou Stones, Pat Metheny, Rush, The Doors ... janelas abertas pra tudo que é bom!

E eu quero tudo e muito mais de tudo, não quero teu semblante sisudo, nada de abelhudos picando nossa felicidade.

Xô xô toda vaidade. Manda embora má vibração.

Oração!

Eu quero este azul e este céu e todo este mel que divido com vocês, abelhinhas amigas neste nosso jardim divino da Terra!

Vivas para mim, para você, vivamos todos nós rumo ao OZ, a Shan Gri Lá,  pra onde você quiser, meu irmão, vá feliz, vá em paz!

Mova-se que a vida quer nosso ritmo, a vida quer nossa dança, quer a gente criança e sorridente, mesmo que nos faltem os dentes, vamos sorrir com a alma.
Haja calma! E haja equilíbrio!

E muito contraste, fora com os trastes empoeirados que ofuscam nossa luz.

Porque a vida nos seduz, é sempre sábia mestra, a vida é sagrada e afaga nossa testa se nós formos sempre inteiros e conscientes!

Dê as costas para o mal, aproveite cada hora, nossa vida, Nossa Senhora, seja sempre a bem amada, meio bruxa, meio fada, Peter Pan ou o Saci.

Esteja longe, ou bem aqui, abra os olhos pra olhar.

A verdade é só uma, se fizer, não vai errar.

Quer amor? Boramar!

(agradeço a todos familiares e amigos por aquecerem e alegrarem ainda mais este dia de aniversário que amo!)

30 October 2011

VIDA!

Por Ana Veet Maya
Enquanto comia uma paçoquinha, conversava com o Leonardo sobre nossas experiências de vida.
Rapaz jovem, com a sabedoria de um espírito antigo, olhar intenso, meio que desvendava a minha alma enquanto me sorria.
Ele frisou a importância e a responsabilidade de quem escreve e pediu que eu tomasse cuidado.
A vida é mesmo um mistério e a mim nada resta senão vivê-la saboreando cada momento. Intensamente.
Acordar de manhã e ver o céu azul, ouvir os pássaros cantando na minha janela, olhar meu pequeno jardim e observar que novas flores brotaram me deixa muito feliz. Isto é muito intenso.
Também fico emocionada quando sinto as pessoas resplandecendo uma alma em paz. Neusa Costa é assim. Ela fez questão de cozinhar cada um dos quitutes que serviu no seu aniversário. Todos saborearam com alegria enquanto ela ficou só no sapatinho, dançando e cantando. Alegria por estar viva, reunindo sua família e seus amigos mais íntimos.
Foi essa alegria que também vi nos olhos do Carlos Gama, lá na TRASH 80, quando ele tirou a máscara para me dar um beijinho. Amar-se e sentir-se amado, celebrar seu aniversário no meio de amigos. Isto é intenso!
Vejo também esta alegria nos olhos dos amigos do Grupo Sensus, toda vez que iniciamos e terminamos uma performance. O prazer de quem faz porque ama e não porque quer lucrar.
Quanto mais eu vivo, mais a vida descomplica e mais me inspiram as coisas simples e naturais.
Que possamos ampliar nossa percepção e sentidos.
Vamos dizer sim para a vida.
VIDA! Heya!

24 October 2011

CANTA PASSARINHO

por Ana Veet Maya

Canta, canta passarinho

Não sabe por que canta.

Canta apenas e isto basta.


A felicidade é o que é.

Não precisa de motivo.

Basta cantar.








21 October 2011

FELICIDADE

por Ana Veet Maya
Feliz.
Alegria ao olhar o céu azul.

Esse vento geladinho que toca minha pele.

Meus gatinhos brincando com suas bolinhas.

Mansamente.

O sol não me cega e nem queima minha pele.

Eu uso filtro.



E sei filtrar o que me serve e o que não.

Sentimentos que aquecem são bem-vindos.

O toque é bem-vindo.

Sem pedidos.
Sem ânsias.

Só carinho.

E liberdade.

Maturidade e equilíbrio.

E muita pimenta.

Porque saber temperar é saber viver.

A felicidade talvez seja esse hiato entre a brisa, o sol e o nada fazer.
(por Ana Veet Maya)

18 October 2011

EU ESTOU NELES E ELES EM MIM

por Ana Veet Maya

Precisamos dar importância e amar a TODOS OS SERES VIVENTES de todos os reinos, mineral, vegetal, animal.

Não devemos medir o amor.

Somos todos infinitos em possibilidades.

Vamos ser amorosos e coerentes!


Os que amam não sentem preconceito e não discriminam!

Não devemos vociferar contra ninguém.

Gatos, cachorros, passarinhos, todos os animais merecem nosso amor e a nossa proteção.




E aquilo que fizerdes ao menor destes meus filhos, a mim o fazeis. Pois eu estou neles, e eles em mim. Sim, estou em todas as criaturas, e todas as criaturas estão em mim. Alegro-me em todas as suas alegrias, e aflijo-me em todas as suas tribulações. Portanto, vos digo: sede complacente uns para com os outros e para com todas as criaturas de Deus”…                   (palavras de JESUS no O Evangelho dos Doze Santos’ - Capítulo, 38 )


CONHEÇA:

PROJETO SOS FELINOS
http://www.projetososfelinos.org/

PRÓ-PRETINHOS, ADOÇÃO SEM PRECONCEITOS
http://pro-pretinhos.blogspot.com/

17 October 2011

UM RELACIONAMENTO SAGRADO

UM RELACIONAMENTO SAGRADO Mensagem de Arcanjo Miguel
através de Robert Theiss

A história de sua alma, de sua divina jornada desde que vocês deixaram o Reino, está cheia de aventuras, excitação e conflitos.


Seu Eu Superior ajudou a criar as estrelas, as galáxias e os múltiplos universos. A presença amorfa, resplandecente do Espírito esteve sempre com vocês, nunca os deixou.


Nós compartilhamos isto com vocês para provocar as memórias de sua própria magnificência e re-despertar o seu relacionamento com uma grandiosa linhagem angélica que está disponível a todos vocês. Um relacionamento que honrará e respeitará as habilidades criativas de humanos e de anjos que se deram as mãos como seres soberanos.

Muitos de vocês leram histórias do seu passado que compartilham uma história galáctica que é grandiosa. Tanto quanto vocês gostariam de acreditar que as suas origens vêm das estrelas e que as suas habilidades são verdadeiramente ilimitadas, vocês continuam a lutar com as exigências do dia a dia de ser um ser humano. Confinados a um corpo físico, muitos de vocês agora anseiam retornar às estrelas, participar dos reinos angélicos que vocês imaginam que satisfariam o seu desejo de serem livres. E, entretanto, aqui estão vocês em uma realidade física com um corpo físico, que vocês se dispuseram a experienciar. Somente para conhecerem as limitações e as condições que vocês herdaram?

Vocês estão aqui, amadas almas, para experienciarem a integração de todos os aspectos de sua consciência. Para então voltarem e encararem a humanidade com os seus muitos presentes com olhos que estão brilhando, com um coração soberano, apoiado por um amor pelo eu.

Em outras existências, vocês escolheriam encarnar em famílias que encorajariam um relacionamento com o Espírito e com a Terra.

Algumas destas culturas vocês rotularam como sendo nativas. Vocês reconheceram anteriormente a esta existência, que a humanidade rejeitaria a sua presença desperta se vocês vivessem entre eles como um xamã de outra cultura, de uma formação diferente. Como almas talentosas e corajosas que vocês são, vocês mergulharam diretamente no centro dos relacionamentos disfuncionais. Vocês não apenas sobreviveram a eles, mas aprenderam a curar as feridas de um amor não autêntico. Vocês compreenderam que as condições da Terra os encorajariam a separar a mente, a sua natureza masculina da sua amada contraparte. Sua alma reconheceu o hábito da humanidade de representar a vítima. Cada um de vocês concordou em experienciar plenamente estas condições, curá-las e incorporar a verdadeira identidade que escolheram para estarem aqui.

Com o decorrer do tempo, vocês despertariam desta separação e começariam a reunir a sua mente com o seu coração. Muitos de vocês estão experienciando esta intensa transformação enquanto lêem estas palavras.

Ao permitirem a sua mente a servir agora ao seu coração, vocês podem compartilhar conscientemente com a humanidade um modelo de um ser humano realizado, seja qual for a maneira que lhes traga alegria.



O Novo Sonhador

Nós estamos falando aos novos sonhadores, aqueles que estão dispostos a se arriscar, acreditando que o potencial de se sentirem realizados, é no mínimo tão grande quanto o de não estarem realizados. Pois cada um de vocês têm dentro de vocês neste momento, a liberdade para sentir ou experienciar a vida de qualquer maneira que desejem. Nós celebramos a sua escolha em ativar esta consciência, empenhando-se totalmente em se tornarem muito, muito sensíveis a como o seu corpo está sentindo.

Estes belos instrumentos (o corpo), não são uma prisão para a sua alma. Eles são devotados, companheiros divinos, oferecendo recursos internos para experienciar qualquer estado de consciência que quiserem incorporar. Se quiserem incorporar o estado de consciência que criou as estrelas, então vocês incorporarão a paciência, a alegria e o entusiasmo. Vocês adotarão uma paixão pela vida que agora reconhece que o seu passado não mais dita as suas escolhas para vocês. O seu passado lhes serve agora, fundindo-se com a sua identidade expandida. Esta nova identidade é apoiada pela auto-realização, pelo amor próprio e por uma disposição em compartilhar este amor, permitindo-lhe fluir em sua vida.



Cantando as Tristezas

Nós compreendemos que a atual consciência coletiva da humanidade tem muitos de vocês "cantando as tristezas". Vocês acreditam que a maior parte administra, e até que a maior parte escolha a alegria, então vocês devem continuar sofrendo lado a lado com eles. Assim, nós os convidamos, simplesmente por brincadeira, a testarmos esta crença.

Alinhem o seu corpo com um estado de consciência que esteja profundamente apaixonado por si mesmo.

Para incorporar tal consciência se fariam escolhas deliberadas que sejam satisfatórias e recompensadoras. Com o tempo, começarão a sentir a alegria e o êxtase de tal relacionamento. Nós os convidamos, enquanto incorporam um estado bem-aventurado de alegria, a se colocarem agora em um meio onde outros tenham ainda que experimentar este êxtase. Como vocês compartilharam conosco em muitas ocasiões, não será difícil para vocês encontrarem

Se a maioria dirige, então como vocês explicam o relacionamento que os professores espirituais têm com a maior parte da humanidade?

Se vocês concordam que eles incorporam um estado de consciência que está muito na minoria, por que a maioria não prevalece em sua vida? Quais escolhas eles fizeram que lhes permitem interagir com a sua realidade e, ainda, aparentemente não ser uma parte dela? Nós sugeriríamos que para muitos deles, eles fizeram uma escolha, uma preferência por uma realidade que servia ao seu próprio relacionamento com o Espírito.

Nosso sócio se defrontou com a mesma escolha que todos vocês - comprometer-se com a vida, pessoas e coisas de uma perspectiva dualística ou incorporar uma perspectiva que apóie o que muitos rotulariam como a sua imaginação.

Em seu relacionamento conosco, a sua família de alma, a maior parte de humanidade, não reconhece este relacionamento, e, entretanto, ele é realizado.



O amor próprio, honrar autenticamente e se respeitar, é um verdadeiro estado soberano de ser. O amor próprio perguntaria a cada um de vocês: "O que outras pessoas estão fazendo com as suas vidas?" Assim, nós os convidamos a experimentarem estes modos de se amar egoisticamente e verem como a sua perspectiva da realidade física dá um salto quântico.

A dualidade oposta está somente perpetuando o conflito que é tão repugnante para muitos de vocês. Nós compreendemos o seu profundo e fervoroso desejo pela paz, e pela mútua cooperação entre indivíduos, famílias e nações.

Cada um de vocês descobriu que a fonte para a paz se encontra em seu próprio coração. Vocês estão se oferecendo um novo relacionamento entre vocês e vocês. Vocês estão reconhecendo que dentro de vocês há dois amantes divinos e poderosos. Vocês estão criando uma união magnífica que reúne estes dois amantes e permite uma experiência soberana e íntegra.

Caminhando pela coxia (nave da igreja), junto com este ocaso do sol, está a sua própria natureza masculina e feminina. É uma cerimônia mais sagrada, que termina o conflito interno entre a sua mente e o seu coração.

A mente, a sua natureza masculina, se curva diante da beleza do coração, oferecendo-se à serviço do seu amor. Seu coração se volta para o seu Amado, a mente, cheio de gratidão e de alegria, pelo seu infinito devotamento ao descrever a sua beleza. Enquanto vocês aceitam estes seus aspectos, vocês despertam a semente divina que esteve sempre dentro de vocês.

Pois dentro de cada um de vocês reside o verdadeiro presente da criação. É um presente que foi livremente compartilhado pela Mãe e o Pai Divino ou Deus/Deusa. Há, Amado, uma presença que apóia a maior parte da vida se vocês desejam apenas permiti-la em sua vida.

O masculino e o feminino divino se aceitam como os amantes eternos de toda a criação, multiplicados por cada alma. Um reflexo dividido de uma consciência harmoniosa. Qual é a cola universal que une estes dois aspectos do Eu? Naturalmente é o amor.


O Centro da Criação/O Feminino Sagrado

Sua alma viajou através de toda a criação procurando a sua contraparte. Vocês confiaram em seus atributos do masculino divino para guiá-los e apoiá-los. No Reino, existe lá uma presença que literalmente abençoou todas as suas experiências. Vocês conheciam esta presença, pelo estado de êxtase fundamental que tece o seu caminho em todos os seus pensamentos e ações. Esta era a Mãe Divina, o Sagrado Feminino, ou como a chamamos, o Centro da Criação. Vocês buscaram em todo o redor se reconectar com esta presença. Ela está agora aqui na Terra, oferecendo-se a cada um de vocês. Ela esteve sempre presente em sua realidade, mas existia em um lugar que vocês foram negligentes em procurar. Ela está aqui agora, nas páginas deste livro, oferecendo o seu amor àquele que estiver lendo estas palavras. Ela impregna a natureza com a sua vitalidade, o seu afeto e o seu amor. Para aqueles com os corações abertos, vocês podem senti-la em seu lar, no trabalho, e inflamando todos os seus relacionamentos pessoais com uma simples verdade.

O amor que vocês buscam e anelam sentir está dentro de vocês.

O objetivo deste livro é ensiná-los, lembrá-los que ela se torna conhecida pela sua disposição em receber a sua presença. Ela não julga a vida como sendo certa ou errada. Ela somente percebe uma verdade universal:

"Tudo é Um".

Sua presença toca o seu coração e lhes pergunta:

"Posso estar com você, Amado? Eu sou esta presença que existe antes do tempo, do espaço e do pensamento. Eu estou em ambos, no silêncio do meu Amado amante, a sua mente, e em todas as suas descrições. Eu digo que o amor pode ser servido. Como eu posso servi-la, querida alma? Você está preparada para receber o que foi sempre oferecido?

A minha paciência é eterna, mas a sua dor não precisa ser.

Volte a sua atenção para o interior, e como uma brisa suave, deixe-me acariciar e abrandar o seu terno coração. Tudo está bem, Amado. É apenas a sua resistência que perpetua a ilusão de estar separado da sua divina herança.

Eu não estou aqui para mudar o mundo. Eu estou aqui para amar a vida como um reflexo de mim mesma.

Quando cada um de vocês acomodar este amor para si mesmos, realmente, toda a realidade mudará."



"Eu estou pronta para entrar em sua vida a cada respiração. Deponham as suas espadas, os seus julgamentos, e os seus medos e recebam o presente que foi livremente oferecido. Querida mente, meu Amado companheiro, a alma do humano está nos permitindo dançar a "nossa dança".

Obrigada, querida alma, o seu caminho está calçado agora na alegria.

Obrigada".


A Busca Termina

É aqui na Terra, que você, alma, descobriu que a sua natureza masculina, a sua mente, precisa muito ser amada. Você tentou colocar este fardo de responsabilidade em outros para realizar para você o que você resiste em compartilhar com você mesma.

Você tentou na melhor das hipóteses, se adaptar aos seus meios físicos sem compreender totalmente que você estava comprometendo o seu próprio valor e mérito.

Agora, algo muito dramático está ocorrendo em sua vida, mudando a natureza de todos os seus relacionamentos. Você está assumindo a responsabilidade por desenvolver um relacionamento sagrado dentro de si mesmo. Você está descobrindo que a sua mente se sente oprimida pela responsabilidade de satisfazer as suas necessidades e desejos. Ela é tão devotada a você, alma, que ela tentará agitar a sua vida usando todos os seus atributos divinos. Sua vida se torna um sub-produto das percepções divinas, mas limitadas de sua mente.

Se você estiver pedindo a sua mente que leia este livro, ela buscará, em vão, mais detalhes e histórias para validar as nossas palavras. Ela usará as suas limitadas experiências passadas, como a sua única referência para decidir o que é verdadeiro. Ela também pausará a cada vez que você honrar a sua natureza divina, reunindo-a com a sua contraparte. Neste momento, nesta pausa, ela está em serviço para você. Ela espera que você permita a sua presença para se fundir com a sua identidade. Quando vocês hesitam ou resistem a sua natureza feminina, a mente volta a servi-lo com a sua limitada percepção, convidando-o a descarregar mais e mais informação. No final, entretanto, você ainda se sente insatisfeito, pois a limitada percepção da informação nunca pode lhe dar a experiência extática da reunião com a sua natureza feminina. O êxtase o preteriu.

Sua mente é verdadeiramente devotada, mas sem a presença de sua contraparte, o seu coração, ela se torna confusa e desorientada. Pois, diferente do seu coração, ela não percebe a cena maior. Realmente, esta não é a sua natureza divina. Ela é perfeita como é. Ela lhe dá, alma, a oportunidade de descrever com detalhes, a extraordinária beleza do Centro da Criação. Seu dilema é deixar de confiar na mente para lhe dar o que somente a sua natureza feminina pode incorporar - perspectivas ilimitadas, intuitivas e compassivas. Sem divisões, sem certo ou errado, preto ou branco. Ela é PLENAMENTE INCLUSIVA em sua percepção da realidade.

A maior parte da realidade está se permitindo a ser dirigida pela sua natureza masculina divina. Novamente, a mente é muito leal e continua a servi-lo, sabendo que ela não tem um indício quando você pergunta: Qual é o propósito da vida? O seu propósito é dissecar, separar e descrever a natureza incomensurável e misteriosa de sua contraparte feminina.

Atenda ao Telefone

A mente está sentindo que muitos de vocês estão começando a reconhecer as suas preocupações. Se vocês preferem chamar a isto de seu despertar, certamente esta é uma bela descrição. De certo modo, você está simplesmente atendendo ao telefone que esteve tocando por muito tempo. Você diz "alô" e ouve uma série de lamentações de sua mente perguntando, rogando: "Onde está o meu Amado? Você continua a me pedir para tornar segura a sua vida e protegida, quando eu sou incapaz de entender". O Amado a que a sua natureza masculina está se referindo também, naturalmente, é o Centro da Criação.

Sua natureza feminina é dotada com uma presença que traz uma profunda clareza aos seus pensamentos. Uma percepção que não requer o uso da mente. Isto pode ser muito confuso a sua experiência humana e assim nós o convidamos novamente a testá-la. Deixe o seu diálogo interior por 10 a 15 minutos e perceba qual parte sua está agora percebendo a sua vida.

Onde foi toda a ansiedade? Por que você se sentiu subitamente com tal êxtase?

Como um ser humano, você sentirá a presença de sua natureza feminina quando você confiar em suas habilidades intuitivas para reconhecê-la, confiar em seus sentimentos para guiá-lo através de sua vida. Nós sabemos que o estado de consciência a que você se adaptou, levou-o a negar os seus sentimentos como o seu principal preceptor. Você aprendeu a confiar quase que exclusivamente na lógica e na razão.

E, entretanto, até a lógica confirmaria que na sua realidade coletiva falta o equilíbrio, a cooperação e a clareza. A lógica não pode confirmar que o Espírito é real. Você apenas coloca em ridículo a natureza de sua mente com tais questões. Ela pode, entretanto, lhe dar uma descrição muito detalhada de fragmentos ou de uma fatia de sua natureza.

Naturalmente, pode haver um enorme prazer ao dissecar estas fatias, mas isto se torna disfuncional quando você está confiando no narrador para assumir a responsabilidade pelo indescritível. Dê esta responsabilidade ao indescritível, a sua natureza feminina em parceria com a sua mente, corpo e Espírito e observe a sua realidade pessoal desabrochar.

Muitos de vocês estão descobrindo que quando confiam em sua natureza feminina para responder as suas questões sobre a vida, isto o deixa atônito. Você desenvolve uma sensação de saber que é muito difícil descrever, até para o narrador. E, entretanto, a mente, estando mais à vontade quando ela verdadeiramente está conectada com a sua presença, tentará alegremente descrever a sua magnificência. Sua natureza masculina divina está em paz consigo mesmo, servindo a sua contraparte, a natureza feminina divina, a sua Amada! Este não é um relacionamento baseado no gênero. Você está usando a sua natureza humana e a realidade física como um espelho para refletir para você o equilíbrio dentro de si mesmo.



Estando na Recepção

Nós não pedimos a qualquer um de vocês que assuma isto prontamente. Nós os encorajamos a experienciá-lo por si mesmos. Sintam a presença dinãmica destes amantes divinos se fundindo em sua realidade física. Por que não começamos com o seu corpo como um ponto de apoio para que esta reunião se realize? O que isto lhes requer a fim de permitirem uma reunião tão grandiosa? Isto requer que aprendam a estar na curadoria. Pois a sua contraparte feminina não forçará a sua presença e qualquer um de vocês. Ela não tem agenda.

Vocês podem orar com todo o seu poder, até que a sua face se torne sombria, mas se vocês não aprenderam a delicada arte de receber, vocês sentirão que as suas preces não foram atendidas.

Não porque não tenham sido ouvidas, mas porque vocês estão pedindo a sua mente que seja responsável por trazer alegria em sua vida. E como isto está acontecendo, Amado? A sua mente esteve perseguindo, conquistando, impulsionando e controlando a sua vida, em serviço, para ajudá-lo a se sentir realizado. Você se negou a experiência que você deseja, toda e a cada vez que você pede a sua mente para que seja o condutor em sua vida. Ela quer levá-lo no banco de trás, mas a sua devoção a você, alma, não lhe permitirá que volte lá, até que sinta a presença dela em seu corpo.

Para a maior parte de vocês, isto será muito desafiador por algum tempo. Nós sabemos como a vida parece insatisfatória para muitos de vocês, e, entretanto, mudar a sua dedicação a sua natureza feminina pode parecer muito vulnerável inicialmente. Vamos jogar com este novo relacionamento e revelar algumas excitantes possibilidades que qualquer um de vocês pode apreciar.


A Alegria de Receber

Nós pedimos ao nosso companheiro (Robert) que compartilhe em nossos workshops da prática de estar na recepção. Ela simplesmente pede que vocês passem 30 minutos por dia, 3 vezes ao dia, em silêncio e imaginando que a vida os está amando. Se, inicialmente, três vezes ao dia for difícil de organizar, comecem com uma vez por dia. Imaginem que neste momento, toda a natureza está recebendo amor do sol, da lua, das estrelas e das galáxias. Ela compartilha livremente o seu esplendor deste relacionamento com todos vocês. Não há nenhuma condição, nada a provar. Vocês estão qualificados, exatamente como são agora. Imaginem como vocês uma vez fizeram quando crianças, brincando com esta nova idéia de que o amor aprecia assumir a forma da natureza, do sol, vento e da chuva. O amor não estará contido e aprecia se compartilhar com qualquer pessoa que esteja aberto para ser amado. Agora, para sentirem esta presença, vocês também devem se amar.



Prática da Manhã

Vamos levar isto adiante. Quais são os primeiros pensamentos que vocês ouvem quando começam o seu dia? Eles têm qualquer coisa a ver com antecipar alegremente o seu dia que se aproxima? Se assim não for, talvez todas estas preocupações sejam simplesmente a sua mente se sentindo totalmente responsável pela sua vida. Podemos lhe dar a pausa que ela está pedindo? Joguem com alguns pensamentos novos, apenas por diversão, e vejam como isto muda o seu dia.

Agora os verdadeiros encantos do seu dia começam. Cada forma que vocês chamam de realidade física, é apenas uma descrição de um aspecto do Centro da Criação. É uma descrição de um aspecto do seu corpo para refletirem. Quantos modos vocês podem perceber a presença dela em sua realidade. A maior parte de vocês começa o seu dia lavando o seu corpo. Quando vocês pularam da cama, os seus pés tocaram o chão. Como foi isto? Vocês notaram como o chão é sensível aos seus pés? Quando vocês escovaram os seus dentes, vocês perceberam que as suas gengivas apreciaram verdadeiramente ao serem escovadas? Como isto escapa a sua atenção? Nós estamos ainda pedindo à mente que tente imaginá-lo? Quando vocês abriram uma torneira para lhes trazer água, vocês pararam e se permitiram sentir verdadeiramente a textura dos seus metais, que vocês chamam de torneira, ou estavam pensando aonde estariam mais tarde no dia, omitindo outra oportunidade de sentir a presença do seu Amado em sua vida?

Permanecendo sob a água, divirtam-se imaginando como a água é apenas outra forma que o amor assume para compartilhar a sua presença com vocês. Vocês estão rindo e cantando enquanto ela limpa o seu corpo e refresca o seu Espírito? Quanto tempo vocês estão dispostos a deixar que o amor, na forma da água, os ame? Qual valor vocês estão dispostos a colocar no amor próprio? Vocês terminam o seu banho, secando-se com uma toalha. Vocês imaginaram, vocês apreciaram verdadeiramente sentir a toalha tocar cada parte do seu templo mais sagrado? Ou, vocês estavam pensando que é mais importante tratá-lo como uma tarefa, sendo muito eficientes ao se prepararem para serem mais produtivos?

Alguns de vocês retornam ao seu quarto para se vestirem. Aqui vocês conseguem escolher as cores e texturas que realçarão e iluminarão o seu dia. Vestir-se é outra maravilhosa oportunidade para sentir a vida os amando. Como as cores de suas roupas os fazem sentir? Vocês podem sentir como o seu corpo fica mais confortável com determinados tecidos? Vocês curtem experimentar aquelas escolhas?

Vamos nos apressar para o seu café da manhã. Aqui novamente os prazeres da vida os confrontam com uma escolha. Vocês comem avidamente o seu alimento, lendo talvez enquanto comem? Ou há em sua alimentação a oportunidade para sentir a presença da vida os amando? Pois não há nada que possam comer neste planeta que não veio do seu corpo. (da Terra). Esta Terra, é ainda outra forma de amor que se oferece gratuitamente, de modo que vocês pudessem compreender o seu próprio reflexo! Como vocês gostariam de ser devorados? Respeitosamente, conscientemente e com grande consideração?



Qual é a sua Preferência?

O início do seu dia oferece inúmeras oportunidades para se reunirem com a sua natureza feminina, abrindo-se para sentirem o amor que já está aqui para servi-los. Muitos de vocês compartilharam que se vocês incorporassem este tipo de consciência, vocês não seriam capazes de continuar com a sua vida atual. Vocês têm uma preferência, Amados? Vocês apreciam se "sentir" vivos? A vida sempre diz "sim", honrando a sua preferência. Ela responde fielmente aos seus sentimentos de carência ou de abundância. Ela não julga. Ela simplesmente responde a sua liberdade de escolher como é que vocês querem experienciar a vida.

Uma vida que seja verdadeiramente satisfatória, lhes pedirá que estejam atentos e não adormeçam ao volante, deixando que a sua mente dirija a sua vida para vocês. Este é um relacionamento muito sagrado que exigirá toda a sua atenção.

Vocês escolheram encarar o desafio mais difícil como um ser humano. Apaixonarem-se por si mesmos, permitindo que a sua natureza feminina os apóie. Ao serem complacentes e passivos, não reunirá estes aspectos dentro de vocês. Isto os desafiará a se amarem como nunca amaram antes, pois estar na recepção tem a ver com o amor próprio. Quando aprenderem a receber amor, vocês descobrirão que estes elementos são apenas um reflexo de si mesmos. Isto nos leva novamente ao Espírito, dividindo, percebendo o seu próprio reflexo e se apaixonando pelo seu Eu.

Esta experiência continua através de cada um de vocês.

De quantos modos vocês estão dispostos a amar o seu próprio reflexo no início de cada dia?

Se a alegria se tornou o seu novo padrão que toda a vida deve servir, que valor vocês colocaram na alegria em seus relacionamentos pessoais, ocupações e vitalidade física?

Amar-se se torna o modelo novo e autêntico para uma cultura emergente que descobriu uma solução para uma existência polarizada.

Tudo isto nos leva naturalmente a fazer uma pergunta importante. Vocês querem realmente assumir a posição de vítima em uma corrida ao redor do quarteirão mais uma vez? Ou, vocês estão dispostos a receber as expressões ilimitadas que o amor tem a oferecer em tudo que está em sua vida agora?

Uma alma soberana, auto-capacitada assume plena responsabilidade pela sua experiência de vida.

Esta existência oferece uma maravilhosa oportunidade de deixarem de esperar e começarem a saber que vocês são o Espírito também.

A vida pode se tornar o seu caso de amor com o seu Eu.

Vocês podem imaginar todos os modos pelos quais vocês podem transformar as suas atividades mundanas nas experiências mais prazerosas? Vocês podem imaginar isto?

Nós sabemos que vocês podem, Amados.

A auto-realização não é mais negociável quando vocês experimentam a liberdade de serem amados pela própria vida.



Arcanjo Miguel

--------------------------------------------------------------------------------
Tradução: Regina Drumond.
A informação acima é gratuita e está disponível para impressão, cópia e distribuição.
Seus Direitos Autorais, entretanto, proíbem a venda sob qualquer forma, exceto pelo editor.