22 December 2010

NAMASTÊ

por Ana Veet Maya

Um sorriso de uma criança aclarou meu dia.

A gatinha inquieta lambeu meu braço.

As três cadelinhas amigas brigaram por carinho. Uma saltou e me lambeu o rosto, outra me abraçou as pernas, a outra fez cara de carente, mas todas em festa.


Um esquilo pequeninho veio buscar amendoim bem pertinho do meu pé. Parou, olhou-me nos olhos, silenciou, sentiu, pegou seu presentinho e voltou pra sua morada na árvore mãe.

Animais, flores, frutos, todos numa celebração eterna. A natureza resplandece!

Árvores, aromas inebriantes, tons de azul e dourado.

As nuvens turvam o azul, mas são tão belas as nuvens. Nunca me canso de olhar o céu.

As cigarras cantam e trazem fábulas a minha mente um pouco cansada.

Ouço os sons do passado, vejo o rosto do amor em dias de primavera.

Uma lágrima de emoção, agradecimento e saudade escorre de meus olhos conscientes.

Contemplo o presente com o coração calmo. Caminho.

Minha avó já dizia que o futuro a Deus pertence.

Não me inquieto. Vivo.

Final de mais um ano, reencontros com amigos de infância, encontros com amigos de outras cidades, encontros com amigos da internet, comemorações em família, risos, risos, risos.

Luzinhas que enfeitam a cidade, mas que nem sempre enfeitam todos os corações.

Amigos que choram. Amigos que sofrem. Amigos que apenas se doam. Amigos, amigos!

O que seria do nosso amado mundo se não houvesse a amizade e o amor incondicional?

A amizade que dá ao outro aquilo que se pensa nem ter....

O sentimento que faz você levantar e socorrer, mesmo quando teu corpo pede cama e descanso.

A amizade que estimula e transpõe todas as barreiras físicas e espirituais.

Que possamos neste momento, erguer aos céus um pensamento de puro agradecimento.

Agradecemos ao Universo, a mãe Terra.

Agradecemos aos nossos amigos socorristas de outras dimensões, nossos anjos guardiães, nossos mentores espirituais, nossos mestres e professores aqui na Terra, nossos pais e mães, nossos familiares que transmitem o saber de geração a geração.

Agradecemos aos nossos irmãos de sangue e irmãos de jornada.

Agradecemos pelo saber compartilhado.

Agradecemos pelo ar que respiramos, pela água que bebemos, pelo sol que nos aquece, pelo vento que nos refresca, pela brisa que nos incita a sorrir.

Agradecemos pelas roupas que nos vestem e pela comida material que nos alimenta o corpo.

Agradecemos aos que nos alimentam o espírito, amigos de alma tão pura e nobre, que diariamente compartilham o saber.

Agradecemos pelas graças e bens infinitos que a natureza derrama aos nossos pés diariamente, sem nunca nos cobrar nada em troca.

Agradecemos pelos sorrisos e pelas lágrimas, agradecemos especialmente pelo amor que compartilhamos.

Que possamos todos neste momento estar unidos num abraço fraternal.

Namastê, irmãos!
Ana Veet Maya, terapeuta, massoterapeuta. Agenda seu atendimento: anaveetmaya@cameracao.com


16 December 2010

O S H O

contibuição de Shanti Glaucia e Prashantinho

"Se você vive conscientemente, se você tenta trazer consciência a cada ato que você realiza, você estará vivendo num estado de êxtase, de silêncio, de serenidade, de alegria, de amor.








Sua vida


terá o sabor


de um festival.






Esse é o significado do paraíso: sua vida terá muitas flores nela, muita fragrância será liberada através de você.


Você


terá


uma


aura de deleite.




Sua vida será uma canção de vida-afirmativa,
isso será um sim sagrado para tudo que a existência é.

Você estará em comunhão com a existência - em comunhão com as estrelas, com as árvores, com os rios, com as montanhas, com as pessoas, com os animais.


Toda essa vida e existência terá um significado totalmente diferente para você.




De cada canto e esquina rios de felicidade estarão fluindo em direção a você.




Paraíso



é somente um nome



para esse



estado mental.

Inferno significa que você está vivendo tão inconscientemente, tão absurdamente, em tal contradição, que você vai criando mais e mais miséria para si mesmo.








Se você conhece a arte de viver... e isso é o que chamo de religião - a arte de viver.

Se você conhece a arte de viver... e essa consiste de coisas pequenas, não de coisas grandes, grandes mandamentos... coisas muito pequenas...apenas desfrutando seu chá alegremente, meditativamente, saboreando cada gole como se esse fosse o último gole." OSHO
                                                                                                  

15 December 2010

A FLOR DO MEU JARDIM

por Ana Veet Maya

Não há poesia e nem texto, não há novela, nem drama, nem conto nem peça de teatro que possa descrever o papel da minha mãe na minha vida.

Sempre foi ela quem me estimulou com seu jeito positivo e forte de governanta alemã, que sabe mandar e dar limites, mas com um coração grande e um jeito tímido de quem não sabe receber presente e nem ganhar carinhos.









Mãe aos dezesseis anos, avó aos quarenta, bisavó aos 70, sempre uma lutadora e um exemplo pra todos.





Dizem que atrás de um homem de sucesso sempre está uma mulher e tanto.
É ela! 

Minha mãe impulsionou a vida e todas as carreiras de meu pai, desde o tempo que ele era sapateiro e ela vendia sapatos, pespontava, colava solas e outros, até o apoio e incentivo quando ele se tornou figurante e ator coadjuvante, sua última carreira.

Nascida num lar matriarcal deu seqüência à tradição: sempre uma mulher ativa e forte!

Sempre trabalhou fora, mas sempre teve tempo para cuidar dos filhos, educar, levar-nos a passeios, costurar nossas roupas, ir a todas as reuniões dos filhos, nos ensinar a lição de casa, olhar caderno da escola e essas coisinhas que muitas mães já não têm tempo hoje em dia.

Preparou minhas festas de aniversário até os quinze anos, sempre na raça, ela fazendo todos os salgadinhos e docinhos. E ainda faz um cajuzinho como ninguém!

Na nossa casa nunca nada faltou, sempre por causa dela que segurava todas as ondas de meu pai, superando com criatividade e alegria todas as dificuldades. Alegria sim!



Porque a maior qualidade da minha mãe é a alegria! 








Não há tristeza e nem desânimo que resista quando se está perto dela, porque sua energia contagia!


Uma administradora por excelência, sempre soube organizar e esticar o orçamento. E assim, na minha casa, com equilíbrio e parcimônia, nunca nada faltou e meu irmão e eu nunca nem percebemos que vivíamos num lar humilde. Também nunca nos sentimos menos por possuir menos que os outros. Aliás, nem percebíamos. O amor e atenção de minha mãe, sempre supriu qualquer carência. E também tínhamos doces, chocolates, biscoitinhos e, no final de semana, refrigerante.

Mas foram os valores morais que ela mais nos ensinou. E é essa nossa herança até hoje.

Uma professora, uma líder, uma mulher apaixonada que cuidou de meu pai até seu último suspiro, depois de dois anos de luta contra o câncer e cinqüenta anos de vida comum,

Nunca vimos minha mãe se queixar ou falar qualquer coisa negativa.


Palavrões ela fala sim. Também, filha de italiano e português... Como fugir da sina?

Mulher fervorosa, o que ela pede consegue! Parece que tem um telefoninho conectado direto com Deus!

Ajudou-me a criar meus três filhos e ainda hoje, ajuda qualquer um que solicita sua atenção. E não precisa ser familiar não. Ela ajuda igual a todo mundo!

É uma líder comunitária, ensina e cuida de todos na sua rua.



Não pôde estudar quando menina e formou-se professora com mais de quarenta.
Alfabetizou milhares de pessoas e por onde passa sempre deixa um rastro de luz.

Querida por todos, mulher espiritualizada e benemérita, sua obra é extensa, sua semente deu muitos frutos.

Quem está ao lado dela nunca desiste da vida!

É sempre meu ombro amigo, minha conselheira sentimental, minha companhia nas sessões de cinema dos domingos.

Dona Flor, uma vencedora!






Minha homenagem , 
meu amor 

meu agradecimento 
a ela, 
Dona Flor,
A FLOR
DO 
MEU 
JARDIM!

14 December 2010

TITIO MARCO ANTONIO , por Ana Veet Maya

por Ana Veet Maya

Marco Antonio Abreu, o “titio” Marco Antonio, pisciano nascido no dia 14 de março em Santos, multiprofissional, faz tudo com muita garra, tesão e eficiência.

Jornalista, comanda o rock jornal Alternativa Kiss na rádio KISS FM, http://www.kissfm.com.br/ ,  (SP-102,1 mhz) de segunda a sexta, das 18h âs 20h.

Dorme cinco horas por dia (ou menos), já acorda pilhado e cantando... Diz que é pra aquecer as cordas vocais. Loko...

Bom humor all day long, rapidez de pensamento, tiradas fantásticas e mordazes que fazem os sobrinhos do rock sofrerem menos quando presos no rush paulistano.

Ouvindo seus comentários, suas notícias e entrevistas no ar, os fãs jamais imaginariam que é dele a voz da rosada e tão querida estrela do mar, o Patrick, da série Bob Esponja. Sequer imaginariam que também é dele a voz de Garfield, no último filme lançado, ou aquela voz tão séria que narra os documentários da Discovery Channel ou do National Geographic...

O fato é que seja nas vozes caricatas, seja na voz dos documentários, seja encarnando galãs, vilões, santos e diabos nas séries nas quais atua como ator em dublagem, Marco Antônio esbanja carisma e profissionalismo: voz marcante, voz adulta, voz infantil, voz sensual, voz de quem sabe muito bem o que faz e o que quer!

Marco Antonio é um profissional admirado, enaltecido, aplaudido, invejado, polêmico... Embora jovem, já deixou seu nome gravado nos anais das dublagens e do rock n’ roll.

É também vídeoreporter e trabalhou em diversas televisões de São Paulo. Soma ainda nesta brilhante carreira, os projetos solo. E todo final do ano, ainda soma esforços pra produzir o especial rock n' roll de dezembro!

Marco é palestrante professor do PRA VOCÊ FALAR BEM, curso criado junto com a professora Ana Veet Maya e que é sucesso desde 2003 (http://www.cameracao.com/ ).

Nosso eterno "titio", descansa bem pouco, nas horas “ livres” discoteca nas casas de rock de São Paulo  e em Brasília, sempre esbanjando bom gosto e em especial quando toca o rock dos anos 80, sua década preferida.

Led sempre, Oasis nunca, Marco se define como “Um pisciano em busca do inesperado”.

Não sabemos ao certo que inesperado seria esse, visto que em sua vida de workaholic, tudo é sempre muito programado e organizado, senão ele não daria conta ...

Você o encontra na rádio KISS FM, no Facebook e no Twitter.

Marco Antonio Abreu, filho querido, amigo pra todas as horas, é fanático pelo Santos e não perde uma partida.

Adora gatos, adora gente, chocolate e mentos...

Finge que adora malhar, hehe

E, sobretudo, Marco ama o mar!

Marco é casado com Priscila, que em janeiro de 2013 lhe deu o seu primeiro tesouro: sua filhinha, garotinha abençoada Ágata, depois veio o Nicolas e agora em 2017 a Maitê! Juntos vieram somar alegrias com seus filhinhos de patas: Paco, Fidel, Mel, Maya  e Ozzy.

Nosso titio adora festejar e celebrar com os amigos.

Aliás, não existe amigo mais dedicado e fiel que ele!

Mas uma pessoa que devemos homenagear sem dúvida é a mamãe de Marco Antonio.
Parabéns, mamãe, pelo filho honesto e talentoso que criou. Deus, o Universo, todos nós lhe agradecemos!

Para entrar em contato com o Titio Marco Antonio, visite o site da KISS-FM- http://www.kissfm.com.br/ , o site www.cameracao.com . o site pessoal dele http://www.titiomarcoantonio.com ou envie um e-mail para titiomarcoantonio@uol.com.br
.       

Titio Marco Antonio é o cara e merece de fato todo o carinho e a admiração que todos lhe dedicamos!

Pra quem quiser ver muitas fotos do "titio", visite o facebook :

Abraços titio !!!

Ana Veet Maya,
arte-educadora
anaveetmaya@cameracao.com 

13 December 2010

PRA VOCÊ FALAR BEM - 2011

Olá amigos!
É com prazer que anuncio o primeiro curso do ano que será realizado nos dias 15 e 22 de janeiro de 2011.

Iniciamos uma parceria com o ESPAÇO CULTURAL IBEP
que fica na Rua Santo Amaro,766, Bela Vista.

O Espaço Cultural IBEP foi criado para professores, estudantes, pais, crianças, jornalistas e a todos que gostam de bons livros e eventos culturais.



Show-room, livraria, auditório, café, revistaria, espaço HQ e muito mais!
Trata-se de um espaço completo para você adquirir conhecimentos profissionais, ficar atento às novidades ou simplesmente tomar um cafezinho! ( http://www.editoraibep.com.br/htdocs/folder/espacoCultural/sobre.html )

Inscreva-se para o curso PRA VOCÊ FALAR BEM através do e-mail : cursos@cameracao.com

Grande abraço a todos!

Namastê!

Ana Veet Maya, terapeuta, massoterapeuta. Agenda seu atendimento: anaveetmaya@cameracao.com


; Titio Marco Antonio ( KISS-FM)

8 December 2010

BHAGAVAD GITA

Para reflexão segue este vídeo que foi postado no Youtube no canal http://www.youtube.com/user/jmfnat2010
"...O Bagavadguitá é a essência do conhecimento védico da Índia e um dos maiores clássicos de filosofia e espiritualidade do mundo. A filosofia perene do Bagavadguitá tem intrigado a mente de quase todos os grandes pensadores da humanidade, tendo influenciado de maneira decisiva inúmeros movimentos espiritualistas...) (fonte: wikipedia)

27 November 2010

POR QUE É TÃO DIFÍCIL SE RELACIONAR?

texto de OSHO


POR QUE É TÃO DIFÍCIL SE RELACIONAR?

Porque você ainda não é.
Há um vazio interior e o medo de que ao se relacionar com alguém, mais cedo ou mais tarde, você será exposto como sendo vazio.
Por isso parece mais seguro manter distância das pessoas, pelo menos você pode fingir que é.

Você não é. Você ainda não nasceu, é apenas uma potencialidade. Você ainda não esta preenchido e só duas pessoas preenchidas podem se relacionar.

Relacionar-se é uma das melhores coisas da vida: relacionar-se significa compartilhar.
Mas antes de poder compartilhar, você tem que ter.
E antes de poder amar, você deve estar cheio de amor, transbordando de amor.

Duas sementes não podem se relacionar, elas estão fechadas.
Duas flores podem se relacionar, elas estão abertas, podem mandar suas fragrâncias uma à outra, podem dançar no mesmo sol e no mesmo vento, podem dialogar, podem sussurrar. Mas isso não é possível para duas sementes. As sementes são totalmente fechadas, sem janelas - como podem se relacionar?

E esta é a situação. O homem nasceu como uma semente. Ele pode se tornar flor, ou não. Tudo depende de você, do que faz consigo mesmo; tudo depende de você, crescer ou não. A escolha é sua - e ela tem que ser encarada a cada momento; você está na encruzilhada a cada momento.

Milhões de pessoas decidem não crescer. Elas permanecem sementes, permanecem potencialidades, nunca se tornam realidade. Elas não sabem o que é auto-realização, não sabem o que é auto-concretização, não sabem nada do ser. Vazias elas vivem e totalmente vazias elas morrem. Como podem se relacionar?

Isso será expor a si mesmo - sua nudez, sua feiúra, seu vazio. Parece mais seguro manter uma distância. Até mesmo amantes mantém distância; eles só vão até um ponto e permanecem atentos de onde voltar. Eles têm limites, nunca atravessam os limites, permanecem confinados em seus limites.

Sim, há um tipo de relacionamento, mas não o de se relacionar, é o de possuir: o marido possui a esposa, a esposa possui o marido, os pais possuem os filhos, e assim por diante. Mas possuir não é se relacionar. Na verdade, possuir é destruir todas as possibilidades de se relacionar.

Se você se relaciona, você respeita, você não pode possuir. Se você se relaciona, há uma grande reverência. Se você se relaciona, chega perto, muito perto, em profunda intimidade, se sobrepõe.

Contudo, a liberdade do outro não é invadida, o outro permanece um indivíduo independente. O relacionamento é o do eu-você e não do eu-isso - se sobrepondo, interpenetrando, todavia num sentido independente.

Khalil Gibram diz: "Sejam como dois pilares que sustentam o mesmo teto, mas não comece a possuir o outro. Deixe o outro independente. Sustentem o mesmo teto: esse teto é o amor".

Dois amantes sustentam algo invisível e algo imensamente valioso: uma certa poesia do ser, uma certa música ouvida nos mais profundos recantos da sua existência. Eles se apóiam, apóiam uma certa harmonia, mas mesmo assim permanecem independentes. Eles podem de expor ao outro, porque não há medo algum. Eles sabem quem são. Eles conhecem sua beleza interior, conhecem seu perfume interior, não há medo nenhum.

Mas normalmente o medo existe, porque você não tem nenhum perfume. Se você se expor, simplesmente federá. Você federá ciúmes, raivas, ódios, cobiças. Você não terá o perfume do amor, da oração, da compaixão.

Milhões de pessoas decidiram permanecer sementes. Por que? Se elas podem se tornar flores e podem também dançar ao vento, sob o sol e sob a lua, por que decidiram permanecer sementes? Há algo em suas decisões. A semente esta mais segura do que a flor. A flor é frágil; a semente não é frágil, a semente parece mais forte. A flor pode ser destruída muito facilmente; apenas um vento forte, e as pétalas murcham. A semente não pode ser destruída tão facilmente pelo vento; a semente está muito protegida, segura. A flor exposta, uma coisa tão delicada e exposta a tantos perigos. O vento pode vir forte, pode chover a cântaros, o sol pode ser forte demais, algum tolo pode colher a flor. Qualquer coisa pode acontecer à flor, tudo pode acontecer à flor; a flor está constantemente em perigo. Mas a semente está segura.

Por isso milhões de pessoas decidem permanecer sementes, mas
permanecer semente é permanecer morto
, permanecer semente é não viver de modo algum. Certamente ela está segura, mas não tem vida. A morte é segura, a vida é insegura. A pessoa que realmente quer viver, tem que viver em perigo, em constante perigo. Aquele que quer escalar os mais alto picos tem que correr o risco de cair de algum lugar, de escorregar.

Quanto maior o desejo de crescer, mais e mais perigo tem de ser aceito. O homem verdadeiro aceita o perigo como seu próprio estilo de vida, como seu próprio clima de crescimento.

Você me pergunta: "Por que é tão difícil se relacionar?"

É difícil porque você ainda não é. Primeiro seja. Tudo mais é possível só depois disso: primeiro seja.

Jesus disse isso em sua própria maneira: "Primeiro busque o reino de Deus, então tudo o mais será dado a você". Essa é simplesmente uma velha expressão para a mesma coisa que eu estou dizendo: primeiro seja, então tudo o mais será dado à você.

Mas ser é o requisito básico. Se você é, a coragem vem como consequência. Se você é, um grande desejo de se aventurar, de descobrir, surge. E quando você está pronto para descobrir, você pode se relacionar. Relacionar é descobrir - descobrir a consciência do outro, descobrir o território do outro.

Mas quando você descobre o território do outro, tem que permitir e dar as boas vindas para o outro descobrir você. Não pode ser um caminho de mão única. E você pode permitir que o outro o descubra somente quando tiver algum tesouro dentro de si. Então não há medo. Na verdade você convida a pessoa, abraça o convidado, o chama para dentro, quer que ele entre. Você quer que ele veja o que você descobriu em si mesmo, quer compartilhar.

Se você é, um grande desejo de se aventurar, de descobrir, surge.

Primeiro seja, então você pode se relacionar. E lembre-se, relacionar é lindo. Relacionamento é um fenômeno totalmente diferente; relacionamento é algo morto, fixo, um ponto final chegou. Agora as coisa apenas declinarão. Você chegou ao limite, nada mais está crescendo. O rio parou se tornando um reservatório.

Relacionamento é uma coisa completa. Relacionar é um processo. Evite relacionamentos e vá cada vez mais fundo no relacionar.

A minha ênfase está em verbos, não em substantivos. Evite substantivos o máximo possível. Na linguagem você não pode evitar, eu sei, mas na vida, evite - Porque a vida é um verbo. A vida não é um substantivo; é na verdade "viver" e não "vida". Não é "amor", é "amar". Não é relacionamento é relacionar. Não é uma canção, é cantar. Não é uma dança, é dançar.

Veja a diferença, saboreie a diferença. Uma dança é algo completo; os últimos toques foram feitos, agora não há mais nada a fazer. Algo completo é algo morto. A vida não conhece nenhum ponto final; virgulas sim, mas pontos finais não. Lugares de descanso sim, mas chegada não.

Em vez de pensar em como se relacionar, preencha o primeiro requisito:
medite, seja.
Então o relacionar surgirá por si próprio. A pessoa que se torna silenciosa, em benção, que começa a ter energias transbordantes, que se torna uma flor, tem que se relacionar. Não é algo que ela tenha que aprender como fazer; é algo que começa a acontecer. Ela se relaciona com as pessoas, se relaciona com animais, se relaciona com arvores, se relaciona até mesmo com rochas.

Na verdade ela se relaciona vinte e quatro horas por dia. Se ela esta caminhando na terra, está se relacionado com a terra - seus pés tocando a terra, isso é um relacionar-se.

Se ela está nadando no rio, esta se relacionando com o rio, e se está olhando para as estrelas, está se relacionando com as estrelas.

Não é uma questão de relacionamento com alguém em particular.

A questão básica é, se você é, a sua vida se torna um relacionar-se. É uma constante canção, uma constante dança, é um continuum, um fluir como o rio. Medite, encontre o seu próprio centro primeiro.
Antes que você possa se relacionar com outra pessoa, relacionar-se consigo mesmo: esse é o requisito básico a ser preenchido...
Sem ele nada é possível...
Com ele, nada é impossível...

23 November 2010

NOSSOS BICHOS AMADOS

por Ana Veet Maya

NOSSOS BICHOS AMADOS
por Ana Veet Maya

Nossos bichinhos compartilham fielmente todos nossos sentimentos.
Amigos fiéis de todas as horas,sempre nos fazem sorrir, cutucam nossas emoções, promovem nossas reflexões, estimulam nosso crescimento, são bálsamos que cicatrizam nossas feridas, são o condimento do nosso dia-a-dia!
São motivação na hora do desânimo.
São conforto nos momentos de solidão e tristeza.
Enchem nosso espaço de movimento e energia do bem, aquela energia que só mesmo um animalzinho tem, porque é completamente puro.
Eles sempre nos defendem e ficam ao nosso lado ainda que sejam maltratados ou esquecidos.
Só sabem dar e bem pouco pedem!
Os bons tratos, a comida, a água que necessitam, nada representam perante a imensidão de dádivas que nos concedem espontaneamente.
Ao lado das plantas, são eles os seres sensíveis e evoluídos, os para-raios das energias infernais que nos acompanham tantas vezes...
A sua sensibilidade e amorosidade tudo filtra e tudo transmuta.
Eles enfeitam nossa lembrança com sua pureza,sua lealdade e dedicação total.
Somos muito mais felizes quando somos agraciados pela convivência diária com esses seres de luz.
São gatos, cachorros, cavalos, gansos, sapos, pássaros, lagartos,não importa. São nossos bichos amados!
Quem tem ao seu lado o amor do seu bicho é um ser privilegiado!
Quando nossos companheirinhos fiéis ficam doentes ou partem, nos sentimos muito tristes.
A ajuda de profissionais amorosos e gabaritados é a ferramenta que faz sarar as doenças e cicatrizar as feridas no corpinho deles e as feridas da nossa alma, toda vez que os vemos sofrer.
Choramos, choramos e dia após dia vai melhorando lentamente, porque focamos nas outras alegrias e nos outros amores.
Mas nunca esquecemos um queridinho que foi nosso parceiro íntimo no dia-a-dia.
Meu amor incondicional e minha homenagem eterna a todos nossos bichos amados, estrelas de primeira grandeza que iluminam nossas vidas!
(Texto escrito para a Meg, companheira fiel da Irene, que dedico igualmente a todos os filhos de patas que partiram neste ano de 2013, ao BIG, filho de patas de meu querido amigo Guilherme Tel.ao Bernardo Yamamoto, filho da Eliza Yamamoto a Sixa, filha da amiga Dudu Pasin, ao BE, filho da querida Ádua, ao meu eterno amorzinho SOFIA que partiu em 2012 e minha querida bulldog BALU QUE PARTIU DIA 31 DE OUTUBRO DE 2015 ).



IGUALMENTE dedico este texto a todos os PROFISSIONAIS responsáveis a quem entregamos os cuidados dos nossos BICHOS AMADOS. Dedico igualmente às ONG'S sérias que cuidam de todos os bichos e também aos cuidadores que saem pelas ruas resgatando os animais num trabalho incessante de busca, cuidado e procura de um novo lar!

E a você, minha nora vet Fernanda, agradeço por todo seu carinho e amorosidade com todos os bichos e em especial pelo que fêz pelo TEMAKI, pela SOFIA e o que fèz pela BALU! (http://www.homeopatia.vet.br/)


Leia também:
Nossos protetores fiéis

Abandono de cães

Sofia e Balu

Temaki meu gatinho amado

Aos que amam os animais incondicionalmente

Para Sofia

22 November 2010

O CÉREBRO HUMANO

Olá amigos! 
ARTIGO ESCRITO POR AIRTON LUIZ MENDONÇA : nunca um artigo falou tão bem e tanto sobre as verdades que acredito e divulgo. 
Desde 2003  Marco Antonio (o titio Marco Antonio da KISS FM) e eu ministramos  o PRA VOCÊ FALAR BEM, exatamente porque acreditamos nisso!
O que está escrito nesse brilhante artigo de Airton Luiz Mendonça é a verdade que pratico.
Leia o texto com atenção e coloque-o em prática! 
Sem dúvida você terá mais qualidade de vida.
anaveetmaya
O CÉREBRO HUMANO
Artigo do jornal o Estado de São Paulo
Por Airton Luiz Mendonça

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos. Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.
Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.
Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.
Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:
Nosso cérebro é extremamente otimizado. Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho. Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia. Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.
Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.
É quando você se sente mais vivo. Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas. Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo. Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.
Como acontece? Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência). Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa... São apagados de sua noção de passagem do tempo...
Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida. Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir - as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo. Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década. Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a... ROTINA
Não me entenda mal. A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.
Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque). Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos. Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas. Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia). Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais. Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo. Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente. Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes. Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.
Seja diferente. Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos.. ... em outras palavras.... .. V-I-V-A!!!
Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo. E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.
Cerque-se de amigos. Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes. Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?
Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.
E S CR EVA em tAmaNhos diFeRenTes e em Co rES di f E rEn tEs !

CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVETE.... .

V I V A !
Por Airton Luiz Mendonça

21 November 2010

DICAS DE COMUNICAÇÃO

por Ana Veet Maya

- A importância da comunicação está na NATURALIDADE

- Antes de começar a falar, ENRAIZE, relaxe os seus ombros, endireite e alongue sua coluna, firme a planta dos pés no chão: mente quieta, espinha ereta e o coração tranqüilo.

- Tenha FOCO. Não devaneie. Para desenvolver o foco, MEDITE. Relaxe o corpo e foque!

- DESCUBRA no seu dia-a-dia uma atividade que o relaxe. Nem que seja por cinco minutos. Dançar faz muito bem!

- SORRIA com o rosto e com a alma! Durma bem! Beba água! Alimente-se bem!

- Mergulhe no seu EU PROFUNDO; QUEM SOU EU? Só fazendo essa viagem sem medo e com consciência, vamos descobrir nossas qualidades, limites, qual é nossa MARCA e promovê-la com sucesso (o marketing pessoal)

- A importância da RESPIRAÇÃO CONSCIENTE!Quando respiramos com consciência, estimulamos nosso corpo, todas as células. Com a respiração, conseguimos alterar nosso humor, nosso pensamento, criar coragem. A respiração profunda e consciente leva mais oxigênio para todo corpo. Oxigena a mente e faz com que as idéias brotem!

- DESAPEGUE-SE! Deixe o ONTEM PASSAR. Não se aflija pelo amanhã. Viva o AQUI-AGORA.

- Vida é ritmo. Saiba ter jogo de cintura e deixar seu corpo e sua mente fluírem em todos os ritmos.

- PARE DE JULGAR O TEMPO TODO! Lembre-se que a mente, mente. Procure conectar-se mais com seu coração. Aprenda a compartilhar.

- Não se sinta mais que ninguém. Não se sinta menos. Seja suave, seja natural. Olhe para o outro de igual para igual.

- Conheça suas couraças. Lembre-se que somos uma grande CEBOLA... Do que estamos nos protegendo tanto? Vamos mergulhar no eu, conhecer nossos medos e nos jogar nas oportunidades de praticar. A comunicação é exercício, PRÁTICA.

- Não AFIRME seus limites. Eu sou isso, eu nunca farei aquilo. Tudo podemos quando queremos SE QUEREMOS DE FATO. Descubra o que você quer? E pratique com perseverança.

- Não tema o julgamento do outro. Somos todos humanos. Não sinta medo de encarar sua platéia. Conheça muito bem o assunto e fale com naturalidade, observando os sinais. Quando a platéia demonstrar impaciência (através dos gestos que você já conhece) é hora para um relaxamento, uma respiração, um cafezinho.

- AME O QUE JÁ TEM. Valorize sua caminhada! Goste-se assim mesmo, do jeitinho que já é. Respeite suas vivências. Você não chegou onde está por nada. Foi você que abriu suas portas. Conscientize-se disso e respeite e ame o ponto onde já está.

- MODULE A SUA VOZ. Não fale sempre no mesmo tom. Isso se torna monótono e cansativo.

- Não fale correndo. Respire entre uma frase e outra. Olhe para a platéia. E continue o assunto. Sempre com ritmo.

- NÃO SEJA PROLIXO! Treine. Aprenda a ser objetivo, falar com lógica, começo, meio e fim.

- Evite as GORDURAS DA FALA! Lipoaspiração nelas! Fora com os né,tipo assim,ã, hum,aaaa, eeeee, etc

- APRENDA A OUVIR. Ouvir com atenção e com o coração.Quem sabe ouvir, é AMOROSO. Quem não ouve, se torna muito egocêntrico, ama menos e não atingirá o coração das multidões.

- Saiba lidar com o IMPROVISO. Confie no seu taco, no seu CONHECIMENTO e cultura.

- Não fale MENTIRAS. Falar a verdade faz a comunicação transparente e muito mais fácil.

- A qualidade de ser cidadão do mundo é lidar bem e cada vez melhor com a DIVERSIDADE. Aceite, conviva, respeite as diferenças!

- ARTICULE! Mexa toda a boca, mexa a arcada dentária. DESPRENDA SEU MAXILAR. Quando mais você articular, mais será COMPREENDIDO.

- CONHEÇA SEUS TRUNFOS e use-os a seu favor para vender melhor o seu peixe. Use caras e bocas. Você não pode falar algo triste, sorrindo... Nem falar sorrindo, algo que te fez sentir raiva. Não tenha medo de expressar sentimentos.

- NÃO SE SINTA INFERIOR e nem PERTURBADO ao entrar em contato com seus limites. Se considerar algo como um limite, analise se DE FATO quer superá-lo. Somos seres humanos. Somos todos UM, mas somos todos únicos e plenos em nossa diversidade. Não precisamos todos falar bem. Não precisamos todos dirigir bem. Não precisamos todos ser cantores. Nem professores. Nem comunicadores.
- O BOM TRABALHADOR não leva seus problemas pessoais para o trabalho. Ele consegue FOCAR e estar totalmente presente em cada situação, sem misturar. Lembre-se que uma laranja podre estraga todo o tacho!

- O LÍDER é sensível ao grupo assim como é sensível a si mesmo.Ele não fala eu, fala nós.
O mundo precisa de todos nós.
Assim como nós já somos: ÚNICOS.
Precisamos ser felizes e plenos com o que somos.
Se você escolher quebrar um limite, faça-o gradativamente, no seu ritmo e investindo sempre na consciência e na prática. E não se encabule em pedir ajuda!

Boa sorte!


Ana Veet Maya, terapeuta, massoterapeuta. anaveetmaya@cameracao.com
www.pravocefalarbem.com

19 November 2010

O RISO E O NOSSO COTIDIANO

por Ana Veet Maya


Acordei depressa e com um sentimento estranho por causa daquele sonho que me tirou o ar: um navio, uma trombada, uma sensação de medo e desconforto.

Não achava minha filha e nem minha avó. Passei o sonho inteiro procurando as duas, subindo e descendo em elevadores diferentes e futuristas. O restaurante do navio era móvel e chegava até nós como se fosse um disco voador.

Ri do meu sonho com cara de pesadelo:
- E saber que não uso nenhuma droga alucinógena! Pensei. Imagine se usasse!

Levantei com muita preguiça e completamente indisposta.
Dor de garganta.
Olhei no espelho e me senti uma bruxa: três horas na cabeleireira e meu cabelo com aparência de vassoura!

Fiquei tão revoltada que nem quis fazer café.

Coloquei o primeiro vestido com cara de dia de sol e desci pra um café rápido na padaria.

Percebi o movimento intenso de clientes, todos com pressa.

Apenas dois funcionários atendendo. Ambos confusos, atrapalhados com os pedidos.

Uma moça sorridente chegou com seu sorriso e seu vestido curto.

Isso bastou pra desnortear ainda mais os dois atendentes.

Sorri e observei o quanto vale um sorriso e um vestido, fato que muitas mulheres já se esqueceram. Uma pena!

- Um pão sem miolo e um pingado, por favor! Pediu a moça.

- Salta pra freguesa um pão sem juízo e um pingado.

Morri de rir ao ouvir a expressão! Amo o nosso povo brasileiro e tudo que inventamos.
O pão sem miolo virou pão sem juízo!
Bom marketing! Pensei.

Pedi uma fatia de panetone pequena.

O rapaz me trouxe meio panetone.

Precisei explicar pra ele o tamanho de uma fatia.

Vi outro freguês limpando a própria mesa, recolhendo os pratos e xícaras do freguês anterior e trazendo tudo pro balcão.

- Nascimento! Esse café vai ficar caro pra você!

0 garçom sorriu e agradeceu a ajuda do freguês antigo.

Garçom com nome de PM da Tropa de Elite!
Ri mais uma vez.
E sorrindo sai da padaria.

Parei na faixa de pedestre, aguardando uma brecha no trânsito infernal, pra poder atravessar a rua.

-Todo mundo muito louco nesta sexta-feira! Pensei.

Quando finalmente ia conseguir atravessar, um motociclista avançou a faixa.

Parou exatamente em cima dela e bem em frente a mim. Olhou-me bem profundamente e sorriu. Um sorriso pleno e demorado.

Não entendi absolutamente nada.

Mas quem precisa entender um sorriso?

Sorri em resposta e alegre atravessei a faixa pensando no gato. Cantarolando fui comprar a areia pra minha gata.

Ao sair do supermercado, vi uma cadeira de quick massage instalada.

- Nada como uma massagem relaxante ao entrar ou sair do supermercado!

Achei a idéia original e aproveitei o brinde.

Sai ainda mais sorridente do supermercado e percebi que minha garganta já doía menos.

Caminhando, entrei naquela loja bacana que vende vestidos estilosos.

Ouvi a conversa das balconistas:

- Não faça isso não!
- Homem não agüenta ficar sem mulher tanto tempo!

- Mas foi o pastor que mandou!

Lembrei-me do salmo: - O Senhor é meu pastor, nada me faltará!

Prestei mais atenção na conversa e entendi.

A mocinha já vivia com o rapaz há quatro anos e agora queria se casar na Igreja.

Para poder casá-la, o pastor mandou o casal se separar de “corpos” por quatro meses.

Só assim consentiria em casá-los na “Igreja”.

Fiquei pensando e analisei o conselho da amiga:

- Não faça isso! Você vai ficar cheia de galhos na cabeça!

Ri muito.

Não sei se ela seria traída num período de quatro meses de separação.

Mas eu não concordava com a saída proposta pelo pastor.

Sorri internamente e pensei com meus botões que um amigo vale ouro!

Voltei cantarolando e muito leve pra minha casa.

Antes de começar a escrever abri meu Facebook e li os pensamentos dos meus amigos da rede social.

Um se queixava de dor. Outro se queixava que estava sem dinheiro. Outro se queixava que estava mais gordo. Outro postou a foto da balada. Outra mudou o status de solteira pra “é complicado”...

Fiquei pensando o que seria melhor, ser solteiro e sozinho ou viver um relacionamento muito estafante e complicado?

Li um convite pra festa do findi.
- As redes sociais on line são uma grande terapia! Pensei.

Amanhã começará novo curso Pra Você Falar Bem.

Estou completamente focada nele.

Testei minha garganta e senti que engoli muito bem. Ela já não está raspando.

Meia hora de caminhada e sorriso e eu já me sinto nova outra vez.

Não pude deixar de entender o poder do sorriso no nosso cotidiano.

E sorrindo, comecei a preparar a aula de amanhã.

Ana Veet Maya, arte-educadora, massoterapeutaPraça Dr. Barão de Itaqui, 679D- Tatuapé - São Paulo/SP
55 11 2619-3241 e 55 11 2619-3240
NIVIA ESTÉTICA & DAY SPA

16 November 2010

PRA VOCÊ FALAR BEM: DEPOIMENTOS


O curso PRA VOCÊ FALAR BEM foi criado e é ministrado por Marco Antonio e Ana Veet Maya desde 2003.

Muitos alunos participaram desse workshop e ficamos felizes porque pudemos acrescentar algode bom na sua comunicação do dia-a-dia.

São horas de emoção e interação, onde Marco Antonio dá muitas dicas de comunicação e Ana Veet Maya analisa e dá as dicas sutis sobre a linguagem corporal e os bloqueios.

Leia alguns comentários de alunos que vivenciaram esta experiência:

"... A lição pessoal que tirei do curso é que eu já sou reconhecida... e o que preciso agora é mostrar mais o meu trabalho, só isso...deixar a praticidade um pouco de lado e fazer um marketing que sempre considerei nocivo, mas que hoje compreendo ser extremamente necessário para minha sobrevivência na empresa..."  Eliana Lima

"...achei interativo,relaxante,esclarecedor. Um curso que informa apontando diretamente onde se deve melhorar...." Bianca

"...superou o que esperava!!!!!!" Alan

"...Este curso é interessante, pois logo no começo... deixa uma impressão legal e vai tambem com os metodos de respiração, isso vai quebrando a formalidade..." Adriano

"...Achei a aula maravilhosa, eu realmente precisava de um curso diferente, divertido e relaxante. Adorei conhecer o titio e a Ana voces são muito bacanas. Parabens!!!!! e Sucesso!!!!" Camila

"...Acho o grupo muito pra frente, com uma super energia... busca o que temos de melhor e isso é uma experiencia maravilhosa ." Ana

"... Eu sai com uma outra visão de mim mesmo> Agora vou interagir melhor com outras pessoas..." Vinicio

"... Na verdade esperava algo de fora para dentro, mas descobri que guardo DENTRO os segredos que me causam o bloqueio... Obrigada!" Eliana

"... Ao final dos 3 finais de semana percebi que mudei "controlar o medo de falar" tanto com aquele grupo com em reuniões que tenho semanalmente, percebi que nestas 2 ultimas reunião tenho firmeza na fala e conhecimento no assunto e com isto passo tranquilidade " Adriano

" ... Simplesmente MARAVILHOSO! Excedeu minhas expectativas em todos os aspectos. Esperava algo muito mais voltado a apresentação mas além disso tivemos uma imersão em nós mesmos. Poder ver suas dificuldades através do outro, poder ver não somente a sua evolução mas a evolução do outro, é demais.
No último dia de curso pude ver a minha melhora e a melhora de todos, coisas simples que fazem toda a diferença..." Priscila

"...O curso é sensacional... é incrível como é forte o poder da mente..." Flávia Fernandes

"... Nossa, aprendi muito com todos vcs!!! Usarei este aprendizado tanto na minha vida pessoal quanto profissional! Gratidão! beijosss e até mais!" Natália Cristina

"...  Eu fiz o curso e adorei!! Alem de me divertir muito aprendi sobre mim mesma!! aconselho!!!"  Sylvia Herlein Leite

"´...  Eu super recomendo o curso, e afirmo que foi um divisor de águas pra mim! Desejo muito sucesso a todos os que participaram e aos próximos felizardos que estarão lá. Bjo grande" Giselle Semicek

"...querida professora: fiz minha estreia nesta 5 feira. Dei uma aula e lembrei muito de voces e do que vcs me ensinaram. estava um pouco ansiosa por ser um tema meio dificil para uma plateia heterogenea, mas arrisquei... A aula foi transmitida por skype para alguns lugares que eu nem sabia... o fruto foram mais 3 convites para outras aulas deste mesmo assunto e outra sobre outro assunto... Muito obrigada por tudo, transmita tb meu agradecimento ao Titio Beijos Adriana " 


Ana Veet Maya, arte-educadora, massoterapeuta